Joaquim Babosa critica financiamento de campanhas eleitorais

Sábado 29, agosto 2015

  O ex-presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) Joaquim Babosa fez duras críticas ao financiamento de campanhas eleitorais, à concorrência de empresas estatais com o setor público sem igualdades de condições. “Eu tenho me batido contra o financiamento de campanhas eleitorais”, disse Barbosa, que fala na manhã deste sábado, 29, no 7º Congresso Internacional de Mercados Financeiro e Capitais, em Campos do Jordão (SP). De acordo com Barbosa, esse tipo de financiamento de campanha fomenta o “toma lá dá cá”. O ex-ministro do STF fala sobre “O Poder e a ética no Brasil”. Ele criticou as vantagens que são outorgadas aos membros do Poder Judiciário que não são conferidos a qualquer outra categoria de profissionais até mesmo na esfera pública e citou entre vários exemplos a vitaliciedade dos magistrados. Sobre as empresas estatais, Joaquim Barbosa disse que a concorrência que elas travam com as concorrentes do setor privado é... Leia mais

Barbosa diz não ver como TSE retirar Dilma do cargo em processo de impeachment

Sábado 29, agosto 2015

  Barbosa criticou a formação do TSE, composta por “advogados que tocam suas bancas de advocacias durante o dia e se tornam juízes à noite”. “Tenho dificuldades para entender isso”, disse O ex-presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) Joaquim Barbosa minimizou neste sábado, 29, o poder do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para tirar a presidente da República, Dilma Rousseff, do cargo por um processo de impeachment. Barbosa disse ter participado de vários julgamentos do TSE em que governadores foram destituídos de seus cargos, mas que tem dúvidas se o TSE tiraria do cargo um governador de São Paulo, Rio de Janeiro ou Minas Gerais. “Um presidente da República? Acho muito difícil”, disse Barbosa, que acabou de fazer a palestra “O Poder e a ética no Brasil”, durante o 7º Congresso Internacional de Mercados Financeiros e de Capitais organizado pela BM&FBovespa em Campos do Jordão, interior de São Paulo. Barbosa... Leia mais

Barbosa: não creio no TCU como órgão desencadeador de processo de impeachment

Sábado 29, agosto 2015

Barbosa disse que, para prosseguir com um processo de impeachment, é preciso que as provas sejam “incontestáveis” e que envolvam diretamente o presidente da República O ex-presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) Joaquim Barbosa disse, neste sábado, 29, que não acredita que o Tribunal de Contas da União (TCU) seja um órgão desencadeador de um processo tão grave como o impeachment. “Não acredito no Tribunal de Contas da União como um órgão sério desencadeador de um processo de tal gravidade, o Tribunal de Contas é um playground de políticos fracassados”, disse. Barbosa disse que alguns políticos que não têm a expectativa de se eleger buscam uma “boquinha” na Corte de Contas. “(O TCU) não tem estatura institucional”, afirmou no 7º Congresso Internacional de Mercados Financeiro e de Capitais, organizado pela BM&FBovespa. “Uma das características da prática jurídica brasileira é a dualidade entre o que... Leia mais

Youssef e Costa confirmam repasse de propina a Aécio e Sérgio Guerra

Terça-feira 25, agosto 2015

  Delatores disseram que ex-presidente do PSDB, morto em 2014, recebeu R$ 10 milhões para “abafar” CPI e que atual comandante da sigla recebeu dinheiro desviado de Furnas Durante a acareação na CPI da Petrobras, na tarde desta terça-feira (25), o doleiro Alberto Youssef e o ex-diretor de Abastecimento da Petrobras Paulo Roberto Costa confirmaram que políticos do PSDB receberam recursos desviados da Petrobras e de Furnas. Entre os beneficiados citados pelos delatores, estariam o ex-presidente nacional partido Sérgio Guerra e o senador e atual presidente da sigla, Aécio Neves (PSDB-MG). Youssef confirmou o valor de R$ 10 milhões pagos pela empreiteira Camargo Correia ao então presidente do PSDB, Sérgio Guerra – morto em março de 2014. Costa acrescentou que foi procurado por Sérgio Guerra e pelo deputado Eduardo da Fonte (PP-PE) para tratar do pagamento, que seria destinado a “abafar” a CPI. Em depoimento à CPI, Costa disse que o deputado... Leia mais

Na CPI, Pansera pressiona Youssef e doleiro o aponta como autor de intimidações

Terça-feira 25, agosto 2015

- Pressionado pelo deputado Celso Pansera (PMDB-RJ), o doleiro Alberto Youssef apontou nesta terça-feira, 25, em acareação com o ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa, o próprio peemedebista como autor das intimidações que ele e sua família vêm sofrendo nos últimos meses. Youssef disse que recorreu ao habeas corpus do Supremo Tribunal Federal (STF) para ficar em silêncio porque se sentiu intimidado. O questionamento inicial veio do deputado JHS (SD-AL), que primeiro perguntou se o intimidador estava presente. O delator da Operação Lava Jato confirmou que sim, que conseguia “enxergá-lo”. “Já ficou bem claro que esse parlamentar não está aqui para investigar assunto da Petrobras. Ele está aqui para fazer insinuações e intimidações a respeito da minha intimidade, da minha família. Vim aqui para esclarecer assuntos referentes as operações feitas pela Petrobras”, respondeu. “Até por isso eu pedi ao Supremo o silêncio. Estou... Leia mais

Patrimônio declarado de Eduardo Cunha é de apenas R$ 1,6 milhão

Domingo 23, agosto 2015

  Apesar de seu patrimônio ter aumentado em 214% entre 2002 e 2014, Eduardo Cunha declarou à Justiça Eleitoral ter bens que correspondem a menos de 0,6% dos R$ 277 milhões. Ou seja, valor que Cunha terá de restituir à Justiça, caso seja condenado, representa mais 173 vezes o seu patrimônio. Denunciado por corrupção e lavagem de dinheiro, o parlamentar nega as acusações de envolvimento no esquema de corrupção da Petrobras e diz ter sido “escolhido” como alvo da Operação Lava Jato. As investigações indicam que Cunha recebeu R$ 17,3 milhões em propina entre 2006 e 2007, após o fechamento de contratos entre a Petrobras e a Samsung Heavy Industries, empresa coreana. O valor da propina apontado pela Justiça é quase 11 vezes mais do que total de bens declarado pelo deputado à Justiça Eleitoral. Os dados disponíveis no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) indicam que a maior parte do patrimônio vem das ações da empresa C3 Participações Artísticas e... Leia mais

Juiz com salário de marajá: Moro ganha R$ 77 mil, acima do teto

Domingo 23, agosto 2015

 Idolatrado pelos brasileiros que exigem o fim da corrupção no país, o juiz Sérgio Moro, responsável pela Operação Lava Jato, é um dos muitos magistrados beneficiados por uma prática legal, mas questionável do ponto de vista moral: a dos supersalários pagos aos servidores da Justiça no Brasil. Graças a uma generosa cesta de auxílios e adicionais eventuais, Moro tem recebido no contracheque muito acima do teto, que é limitado ao salário do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), hoje em R$ 33,7 mil. O artifício muito utilizado pelos tribunais fez com que o salário do magistrado chegasse a R$ 77.423,66, no mês de abril. Desse total, R$ 43.299,38 foram referentes a pagamentos de férias, 13º salário, atrasados e outros. No valor bruto, estavam incluídos ainda R$ 5.176,73 de auxílios para ajudar nas despesas com alimentação, transporte, moradia e saúde. O levantamento, feito pelo DIA no portal do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (PR, SC e RS), mostra... Leia mais

Reunião no Clube Militar frustra quem foi a Copacabana pedir volta da ditadura

Domingo 23, agosto 2015

  Aguardando o elevador no quinto andar do Clube Militar, no Centro, três mulheres lamentavam o resultado da reunião encerrada minutos antes e criticavam a “falta de ousadia” dos militares para combater o comunismo. O diálogo não é de 50 anos atrás: Tereza Alves, que se diz baronesa, e as irmãs Regina Helena e Leila Mello passaram a tarde de quinta-feira em debate com a presença do alto oficialato da reserva do Exército. Saíram indignadas, pois ansiavam por uma palavra de incentivo ao desejo de uma intervenção militar para tirar a presidenta Dilma Rousseff do poder. Mas ouviram de generais que cabe às Forças Armadas apenas defender a Constituição. O trio de senhoras sintetiza um grupo que foi às ruas nas manifestações de domingo passado e, apesar de minoritário, chamou atenção pela violência dos cartazes. Os intervencionistas — aqueles que defendem o retorno das Forças Armadas ao poder para tirar Dilma do governo — chegaram a dizer que a presidenta... Leia mais

A blindagem de Eduardo Cunha

Domingo 23, agosto 2015

  A blindagem de Eduardo Cunha Os interesses que protegem Eduardo Cunha têm pouco a ver com ele, o que buscam é conter a Lava Jato Fernando Henrique Cardoso disse o seguinte: “Se a própria presidente não for capaz do gesto de grandeza (renúncia ou a voz franca de que errou e sabe apontar os caminhos da recuperação nacional), assistiremos à desarticulação crescente do governo e do Congresso, a golpes de Lava Jato.” Poderia ter dito a mesma coisa a respeito de Eduardo Cunha, presidente da Câmara dos Deputados, denunciado pelo procurador-geral da República junto ao Supremo Tribunal Federal. Não disse. Nem FHC, nem qualquer outro grão-tucano. Até agora, Dilma é acusada no Tribunal de Contas da União de ter pedalado as contas públicas. O TCU não é um tribunal, mas um conselho assessor da Câmara. Ademais, a acusação ainda não foi formalizada. Eduardo Cunha foi acusado pelo Ministério Público de ter entrado numa propina de US$ 5 milhões. O PSDB... Leia mais

Provas no hospício

Domingo 23, agosto 2015

  É difícil prever a conduta do presidente da Câmara no futuro imediato, mas pode-se sondar hipóteses É até engraçada, sem que deixe de ser o oposto disso, a expectativa generalizada sobre o que um acusado da extorsão de US$ 5 milhões causará ao país: vai abalá-lo ainda mais com suas pautas-bombas, ou enfim vai reprimir sua natureza? Incluirá na pauta da Câmara um pedido de impeachment, ou vai investir contra o procurador-geral da República? Se um país chega a esse ponto, com o ambiente político e econômico em dependência tão patética, está muito enfermo. Fosse gente, seria recolhido ao hospício. Como não é gente, faz suspeitar de que seja o próprio hospício. Logo, falemos de Eduardo Cunha. Para começar, duvidando de que alguém possa prever com razoável segurança a conduta do presidente da Câmara no futuro imediato. Apesar disso, pode-se sondar, em linhas gerais, hipóteses que tenha à sua frente. A primeira: agravar a linha provocativa que... Leia mais

Requerimentos de ex-deputada repetiam até vocabulário de Cunha

Sábado 22, agosto 2015

   A Procuradoria-Geral da República (PGR) sustenta que os requerimentos da ex-deputada Solange Almeida (PMDB-RJ), atual prefeita de Rio Bonito, repetiam até o vocabulário usualmente empregado pelo presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), em documentos oficiais. A análise consta da denúncia recém-apresentada ao Supremo Tribunal Federal (STF), que imputa aos dois participação em crimes de corrupção e lavagem de dinheiro. Solange apresentou dois requerimentos à Comissão de Fiscalização e Controle da Câmara, em julho de 2011, solicitando ao Tribunal de Contas da União (TCU) e ao Ministério de Minas e Energia informações e documentos sobre contratos do Grupo Mitsui com a Petrobras e suas subsidiárias. Conforme a acusação, o objetivo dos pedidos era pressionar o grupo a pagar propina a Cunha. O peemedebista teria usado a aliada como autora, com o intuito de “dissimular” sua participação nos fatos. De acordo com a PGR, Cunha usou em vários... Leia mais

Malafaia é alvo de críticas no Twitter após recuar de apoio a Cunha

Sábado 22, agosto 2015

  O pastor Silas Malafaia tem sido alvo de críticas de internautas por causa de um post republicado em sua conta no Twitter nesta quinta-feira, 20, poucas horas depois da denúncia oferecida pelo Ministério Público Federal contra o presidente da Câmara Eduardo Cunha (PMDB-RJ). Malafaia, que vinha publicando comentários favoráveis a Cunha desde antes de sua eleição para presidente da Câmara, afirma agora que “nunca” apoiou o peemedebista. “Para que ninguém tenha dúvida. Nunca apoiei Cunha para deputado, o deputado que apoio no Rio de Janeiro é Sóstenes Cavalcante. Não suporto ver esse jogo político sujo”, escreveu o pastor. O post foi originalmente publicado no dia 19, quando surgiram as primeiras informações sobre a iminente denúncia contra Cunha, e republicado nesta quinta, logo após a confirmação. O pastor foi imediatamente cobrado por usuários do Twitter, que, em resposta, publicaram comentários já feitos pelo pastor em favor de... Leia mais

Justiça nega pedido de explicações de Instituto Lula a Gentili

Sábado 22, agosto 2015

   O juiz Carlos Eduardo Lora Franco, da 3ª Vara Criminal de São Paulo, rejeitou liminarmente a interpelação judicial do Instituto Lula pedindo explicações ao apresentador de TV Danilo Gentili por ter insinuado em seu perfil no Twitter que o ataque a bomba à sede do instituto no fim de julho teria sido “forjado”. Para o magistrado, a frase do apresentador, se fosse enquadrada como criminosa, poderia ser considerada calúnia e não difamação, como apontou o Instituto no pedido de explicações. Ainda assim, não caberia à entidade do ex-presidente, por ser uma pessoa jurídica, acionar a Justiça por este fato. “A frase publicada, se crime contra a honra caracterizasse, ao imputar um fato específico, e criminoso, implicaria no crime de calúnia. Mas uma pessoa jurídica, como é o interpelante (Instituto Lula), não pode praticar crimes e, portanto, não pode ser vítima do crime de calúnia”, afirma o juiz na decisão. Além disso, o juiz... Leia mais

Evangélicos adotam cautela após denúncia contra Cunha

Sábado 22, agosto 2015

  - Distância e cautela. Essas foram as principais reações das lideranças evangélicas ligadas ao presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), no dia seguinte à denúncia feita pela Procuradoria-Geral da República contra o parlamentar. Ontem, na igreja frequentada por Cunha e uma de suas bases no Rio, a Assembleia de Deus de Madureira, o Estado só encontrou três funcionários. Eles disseram que o presidente da congregação, Abner Ferreira, estava viajando. Ele é irmão de Samuel Ferreira, líder principal da igreja paulista acusada de receber dinheiro no esquema do qual Cunha faria parte. O advogado da unidade carioca, pastor Orivaldo Prattis, admitiu que os indícios contra o deputado são fortes. Mas ressalvou que ainda não há sentença. “Ele ainda não foi condenado em nada. Por enquanto, há indícios e são fortes. Lógico que os indícios não deixam de ser preocupantes, mas enquanto não há sentença condenatória contra ele parte-se do princípio de... Leia mais

Maluf é condenado em R$ 128,7 mi por promoção pessoal na prefeitura

Sexta-feira 21, agosto 2015

Maluf foi condenado por improbidade administrativa ao usar o mesmo desenho, um trevo de quatro folhas formado por quatro corações, tanto como símbolo da campanha como de sua administração A Justiça condenou o deputado federal Paulo Maluf (PP-SP) a pagar R$ 128,7 milhões à Prefeitura de São Paulo por ter usado, durante sua gestão como prefeito da cidade (1993-1996), um símbolo de sua campanha eleitoral como marca oficial da administração. A decisão foi tomada pelo Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo no dia 10 e manteve o valor determinado pelo juiz Fausto José Martins Seabra, da 3ª Vara de Fazenda Pública. De acordo com nota da prefeitura, Maluf foi condenado por improbidade administrativa ao usar o mesmo desenho, um trevo de quatro folhas formado por quatro corações, tanto como símbolo da campanha como de sua administração. “Todos os recursos do ex-prefeito para tentar reverter a condenação já foram negados. A discussão era sobre os critérios... Leia mais

Antena pegou 11 ligações de lobista do PMDB no dia da reunião com Eduardo Cunha

Sexta-feira 21, agosto 2015

   A principal evidência de que o delator Júlio Camargo disse a verdade sobre a reunião que afirma ter tido com o deputado Eduardo Cunha, em 2011 – quando o presidente da Câmara teria exigido a propina de US$ 5 milhões – é o rastreamento das ligações do celular do lobista do PMDB na Petrobras Fernando Falcão Soares, o Fernando Baiano. Os investigadores descobriram que Baiano, braço direito de Cunha, também participou do encontro, no dia 18 de setembro daquele ano, um domingo, segundo Relatório de Análise 89/2015 da Procuradoria-Geral da República. O presidente da Câmara foi denunciado por corrupção e lavagem de dinheiro pelo Ministério Público Federal na quinta-feira, 20. Como o deputado nega ter se encontrado com o delator e exigido a propina, a Procuradoria fez um impressionante trabalho de investigação, poucas vezes visto em casos de corrupção. Reconstituiu os passos dos personagens desse capítulo da Lava Jato – Baiano, Cunha e Júlio... Leia mais

Em nome de Jesus.com

Sexta-feira 21, agosto 2015

 A denúncia contra o deputado Eduardo Cunha, acusado de corrupção e lavagem de dinheiro, foi manchete de todos os portais brasileiros nesta quinta. Ou melhor, de quase todos. No portal evangélico “Fé em Jesus”, a principal notícia era outra: “Eduardo Cunha fala sobre análise de contas de ex-presidentes”. O site está registrado em nome da empresa Jesus.com e oferece serviços como o “Jesus Tube”, o “Jesus DJ” e o “Jesus Mail”. A firma pertence ao presidente da Câmara e à sua mulher, a jornalista Cláudia Cruz. O “Fé em Jesus” é um dos oito endereços da Jesus.com na rede. Como pessoa física, Cunha detém nada menos que 284 domínios. O latifúndio virtual integra um plano imodesto, anunciado pelo deputado, de “criar um mundo evangélico na internet”. Os endereços comprados pelo peemedebista deixam claro o seu interesse em lucrar com a fé alheia. Entre os domínios, estão... Leia mais

TCE culpa governo do Estado por crise hídrica em SP

Terça-feira 11, agosto 2015

  Para o Tribunal, “outras medidas poderiam ter sido tomadas anteriormente para que a crise não chegasse ao ponto em que se encontra atualmente” Relatório do Tribunal de Contas do Estado (TCE) de São Paulo afirma que a crise hídrica “é resultado da falta de planejamento das ações da Secretaria de Saneamento e Recursos Hídricos” e que os alertas foram dados desde 2004. A pasta nega. De lá para cá, o Estado foi governado pelos tucanos Geraldo Alckmin, José Serra, Alberto Goldman e por Claudio Lembo (então no DEM, atualmente no PSD). Segundo o relatório, elaborado pela diretoria que analisou as contas de Alckmin em 2014, aprovadas com ressalvas pelo TCE, “outras medidas poderiam ter sido tomadas anteriormente para que a crise não chegasse ao ponto em que se encontra atualmente, ou pelo menos para que seus efeitos fossem minimizados”. O TCE cita como exemplos a despoluição dos rios Tietê e Pinheiros, a recuperação da... Leia mais

A madame, sogra do Kaka e a imprensa…

Domingo 9, agosto 2015

Senhora militante Executiva que organiza protestos midiáticos já fez faxina na Petrobras, pintou a rua da embaixada da Venezuela, levou pedido de impeachment a Eduardo Cunha –mas diz que às vezes tem vontade de gritar: ‘Fica, Dilma’ Da colunista Monica Bergamo Rosangela Lyra colocou uma bandeira do Brasil de ponta-cabeça na ampla varanda de seu apartamento, no Itaim Bibi, em São Paulo. “E só vou virar quando o PT sair e o Brasil for resgatado.” Há algumas semanas, em uma passeata, ela clamava pela renúncia da presidente Dilma Rousseff. Nos momentos de maior entusiasmo, chegou a gritar num megafone: “1, 2, 3, Dilma no xadrez”. Mas os fatos no Brasil estão se desenvolvendo numa velocidade tão frenética que, alguns dias depois, Rosangela clamava no WhatsApp: “Eu tenho vontade de gritar: FICA DILMA!”. Isso ocorre, diz, quando “vejo grande parte do PT querer a saída dela”. Rosangela está no meio do turbilhão... Leia mais

Com roubo e tudo…

Domingo 9, agosto 2015

 ”Com roubo e tudo, vamos chegar lá.” A frase foi tuitada por Eduardo Cunha em 2012, quando o time para o qual ele torce venceu um clássico com um pênalti duvidoso. Nos últimos dias, internautas passaram a associá-la à atuação do deputado em outras partidas. Cunha é investigado na Lava Jato. Foi acusado de embolsar US$ 5 milhões de propina e de intimidar testemunhas do processo em Curitiba. Em vez de se defender, reforçou a tática de jogar no ataque. Na primeira semana após o recesso parlamentar, ampliou o desgaste do governo e começou a abrir caminho para o impeachment de Dilma Rousseff. Driblador habilidoso, o peemedebista atua em duas frentes simultâneas. Na primeira, turbina a chamada pauta-bomba, com projetos populistas que aumentam o gasto público. É um gol feito. Os deputados aprovam tudo de forma irresponsável, em busca de aplausos das galerias, e empurram a conta para o Planalto, imobilizado pela falta de dinheiro. Em outra frente, Cunha tirou... Leia mais

Retrospectiva Governo Lula

Arquivos

Amigos & Amigos