Agripino Maia, Presidente do DEM cobrou propina de R$ 1 mi, diz delator

Segunda-feira 23, fevereiro 2015

  Em delação premiada ao Ministério Público do Rio Grande do Norte divulgada no domingo, 22, pelo programa Fantástico, da TV Globo, o empresário potiguar George Olimpio acusou o senador José Agripino Maia (DEM-RN), presidente nacional do DEM, de cobrar mais de R$ 1 milhão para permitir um esquema de corrupção no serviço de inspeção veicular investigado pela Operação Sinal Fechado do Ministério Público Estadual, em 2011. Segundo Olimpio, além de Agripino, participavam do esquema a ex-governadora do Rio Grande do Norte e atual vice-prefeita de Natal, Vilma de Faria (PSB), seu filho Lauro Maia, o presidente da Assembleia Legislativa, Ezequiel Ferreira (PMDB), e o ex-vice-governador Iberê Ferreira (PSB), morto em setembro do ano passado. Todos negaram envolvimento. De acordo com a delação premiada feita ao Ministério Público, o acerto com Agripino teria acontecido na cobertura do senador, em Natal. “A informação que temos é que você deu R$ 5 milhões... Leia mais

Lava Jato desiste de Venina como testemunha

Quarta-feira 4, fevereiro 2015

O Ministério Público Federal desistiu de novos depoimentos da ex-gerente executiva da Diretoria de Abastecimento da Petrobras, Venina Velosa da Fonseca. Ela estava intimada para depor nos autos da Operação Lava Jato na próxima sexta feira, 6, mas procuradores que integram a força tarefa pediram sua dispensa alegando que ela “pouco esclareceu” em uma primeira audiência realizada nesta terça feira, 3. Venina foi ouvida no Ministério Público Federal no dia 17 de dezembro de 2014 e na Justiça Federal no Paraná, base da Lava Jato, no processo em que são réus executivos da empreiteira Engevix, o ex-diretor de Abastecimento da Petrobrás Paulo Roberto Costa e o doleiro Alberto Youssef. À Justiça, ela declarou que aditivos contratuais geravam uma “escalada de preços” nos contratos da Refinaria Abreu e Lima, em Pernambuco. Ela iria depor novamente na sexta feira, 6, em outra ação penal da Lava Jato. Mas, segundo os procuradores da República Diogo... Leia mais

Após ser enquadrada por Aécio, senadora do PSDB afirma que deixará o partido

Quarta-feira 4, fevereiro 2015

  Dizendo-se “massacrada” por integrantes da própria legenda, a senadora Lúcia Vânia (PSDB-GO) afirmou nesta quarta-feira, 4, que deixará o partido. O desabafo da tucana ocorre um dia depois de o presidente do PSDB, senador Aécio Neves (MG), reunir a bancada do partido no Senado e desautorizar Vânia a disputar uma vaga na Mesa Diretora da Casa. No lugar dela, foi indicado o senador Paulo Bauer (PSDB-SC). A senadora contava com o apoio do presidente reeleito do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), para a vaga da primeira-secretaria, órgão administrativo da Casa. Esse apoio levantou suspeita sobre o voto secreto dado por ela na disputa pela presidência do Senado, realizada no último domingo. Na ocasião, o PSDB fechou questão entorno da candidatura de Luiz Henrique (PMDB-SC), derrotado por Renan. “Eu vou tomar ainda algumas providencias que precisam ser tomadas em relação a consulta no Supremo. O que posso dizer é que não tenho mais motivação para... Leia mais

Site recebe sugestões da sociedade para regulamentar Marco Civil da Internet

Quarta-feira 28, janeiro 2015

  Após ter aprovado, em abril de 2014, o Marco Civil da Internet, o governo federal dá início, a partir de hoje (28), a uma série de consultas à sociedade, visando definir e garantir o funcionamento das regras previstas. As colaborações serão destinadas ao aperfeiçoamento dos textos que tratarão da regulamentação do marco civil e, também, do anteprojeto de lei que definirá como os dados pessoais dos cidadãos serão tratados e protegidos, tanto na internet como em outros ambientes. Sancionado em abril de 2014, o documento trata de direitos, garantias e deveres dos usuários exclusivamente da internet.  Já o anteprojeto de lei sobre a proteção de dados regula como os dados serão tratados não apenas na internet, mas também nos demais ambientes fora da grande rede. Além disso, estabelece um conjunto de ferramentas que serão usados para essa finalidade. “Precisamos dar grande atenção a essa regulamentação do Marco Civil  da Internet porque bons textos... Leia mais

Ministério Público investiga se doleiro pagou propina para os tucanos em SP

Terça-feira 13, janeiro 2015

O Ministério Público de São Paulo abriu investigações para apurar se o doleiro Alberto Youssef, alvo da Operação Lava Jato, intermediou o pagamento de propinas a agentes públicos em contratos de obras no Estado. Os primeiros alvos serão projetos da Sabesp, do Metrô e de refinarias da Petrobras em São Paulo. A Promotoria terá como base a planilha apreendida em março pela Polícia Federal em um imóvel de Youssef que indica obras em território paulista e outros Estados. A tabela com 34 páginas e 747 obras indica as empreiteiras ligadas aos projetos e valores que, segundo os promotores, podem ser de suborno. Após publicação da planilha pela imprensa, no final do ano passado, o promotor de Justiça Silvio Marques pediu que a Promotoria do Patrimônio Público e Social, da qual faz parte, iniciasse as investigações sobre o documento encontrado pela PF. As primeiras análises do material levaram a Promotoria a dividir a apuração em três partes. Uma delas terá como... Leia mais

CGU aponta falhas na gestão de Marta Suplicy no Ministério da Cultura

Terça-feira 13, janeiro 2015

  Apesar de ter disparado críticas à primeira gestão de Juca Ferreira no MinC (Ministério da Cultura), a ex-ministra da Cultura Marta Suplicy também teve problemas à frente da pasta: auditoria da CGU (Controladoria-Geral da União) sobre o ano de 2013 apontou falhas nas ações de fiscalização do ministério. Até mesmo o convênio criticado por Marta na gestão Juca, entre a Cinemateca e a Sociedade Amigos da Cinemateca, não foi fiscalizado pela gestão da petista. Segundo a CGU, uma comissão interna de avaliação, que poderia fazer a análise do convênio, “durante o exercício de 2013 [...] não estava plenamente composta, pois alguns de seus membros não mais possuíam vínculo com o Ministério da Cultura e não houve atuação tempestiva da unidade no sentido de recompô-la”, diz o relatório. O convênio havia sido suspenso em 2013, mas não houve avaliação da sua execução, segundo a CGU. A auditoria da controladoria foi focada na Secretaria de... Leia mais

Kassab? Katia? Barbalho? Conheça os 13 novos ministros de Dilma

Quinta-feira 25, dezembro 2014

Katia Abreu (PMDB-TO), Ministério da Agricultura A senadora reeleita por Tocantins Kátia Abreu, agora atuando pelo PMDB, deixou de lado seu passado de oposição ao PT para ser a primeira mulher a comandar o Ministério da Agricultura. Formada em psicologia, Kátia Abreu assumiu trabalhos ligados ao campo em 1987. Seis anos depois, passou a atuar em entidades de classe, começando com o Sindicato Rural de Gurupi, notabilizando-se por atividades relacionadas à pecuária, o que acabou levando-a para a presidência da federação da agricultura de Tocantins. Em 2005, elegeu-se vice-presidente de secretaria da CNA (Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil), cargo que antecedeu a atual posição de presidente da entidade que representa agropecuaristas no Brasil. Um ano depois, ela foi eleita senadora, com mais de 330 mil votos, pelo então PFL (depois DEM), fazendo franca oposição ao PT do então reeleito presidente Lula, a quem criticou no passado, entre outras coisas,... Leia mais

Jobim é consultor no caso da Lava-Jato

Quarta-feira 17, dezembro 2014

O ex-presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) e ex-ministro da Defesa e da Justiça Nelson Jobim atua como consultor jurídico para as empreiteiras Odebrecht e OAS na operação Lava-Jato, que investiga o maior caso de corrupção já apurado no Brasil. Jobim atua no caso desde, pelo menos, o começo do segundo semestre, apurou o Valor com fontes distintas envolvidas no caso. Nelson Jobim foi presidente do Supremo Tribunal Federal (2004 a 2006), durante o governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e ministro da Defesa (2007 a 2011) da Defesa nas gestões Lula e Dilma Rousseff (PT); foi nomeado ministro do STF em 1997, e ministro da Justiça (1995 a 1997), no governo de Fernando Henrique Cardoso. A reportagem apurou que Jobim e o ministro do Supremo, Teori Zavascki, conversaram ao menos uma vez no Supremo sobre a operação Lava-Jato. Eles também foram vistos juntos há cerca de dois meses no restaurante A Bela Sintra, na região dos Jardins, em São Paulo. Gaúcho como... Leia mais

A investigação do cartel de trens de São Paulo…Todos soltos

Sábado 6, dezembro 2014

  Um suposto esquema de corrupção que atinge  o governo do PSDB de São Paulo. O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (CADE) anunciou que 18 empresas nacionais e estrangeiras, além de 109 pessoas, estão sendo investigadas por formação de cartel que agiu na venda e reforma de trens para companhias públicas paulistas  A suspeita é que as empresas e seus funcionários tenham atuado irregularmente em ao menos 15 operações de comercialização de trens e de serviços entre os anos de 1998 e 2013, o que teria lesado os cofres públicos em 9,4 bilhões de reais. Apenas para efeito de comparação, esse valor é maior do que o orçamento anual de vários Estados brasileiros como o de Sergipe (orçamento de 8,3 bilhões de reais) ou do Piauí (7,7 bilhões de reais), ambos no Nordeste. Conforme uma nota técnica publicada no Diário Oficial da União, as investigações começaram em maio de 2013, após a multinacional alemã Siemens e alguns de seus funcionários... Leia mais

Promotoria suspeita que cartel do Metrô tenha desviado até 875 milhões

Sábado 6, dezembro 2014

  O Ministério Público de São Paulo está tentando fazer com que um grupo de sete empresas brasileiras e internacionais admitam que lesaram os cofres públicos paulistas em até 875 milhões de reais. A suspeita do promotor Marcelo Milani, que conduz a investigação, é de que essas companhias se uniram em um cartel para obter dez contratos públicos de reforma e modernização de 98 trens que circulam na rede do Metrô da cidade de São Paulo. Os acordos foram firmados entre 2008 e 2010 durante a gestão do então governador José Serra (PSDB), uma das principais lideranças da oposição ao PT no Brasil e que já perdeu duas eleições presidenciais. A ofensiva da Promotoria do Patrimônio Público ocorre no momento em que a diretoria do Metrô decidiu acatar uma recomendação e suspender por 90 dias todos os contratos de reforma que ainda estão em andamento. Nos próximos três meses o promotor quer ouvir os representantes das empresas brasileiras Tejofran, Iesa e MPE... Leia mais

Emprego e investimentos: prioridades para combater a crise

Sábado 6, dezembro 2014

  Uma das funções do Congresso é votar leis para estabelecer as prioridades da ação governamental. As exigências de aplicação mínima de recursos orçamentários em determinada área ou a fixação de metas de resultado são exemplos que materializam essas prioridades. Nesses últimos dias, a mídia conservadora e segmentos da oposição derrotada nas urnas, junto com o projeto que defendiam, têm feito inflamados discursos para defender que a prioridade maior do governo deva ser poupar recursos públicos para atender aos interesses do setor financeiro e privado. Tal polêmica ocorre porque a recém-eleita Presidenta Dilma Rousseff, muito acertadamente, decidiu manter a prioridade de ampliar os investimentos públicos como medida indispensável para a geração de empregos e a valorização dos salários, para enfrentar a crise internacional. Eis a razão pela qual a Comissão Mista de Orçamento aprovou a sugestão do governo que permitirá a utilização de recursos do... Leia mais

Por que votei em Dilma Rousseff

Quinta-feira 27, novembro 2014

  Votar em Aécio seria optar pela prevalência do princípio da desigualdade, da contenção da ascensão social e pela manutenção do status quo Sociedades, tanto as primitivas como as modernas, adotam um de dois possíveis princípios organizacionais, paradoxalmente antagônicos: ou o preceito da igualdade ou o da desigualdade.  Nas sociedades modernas e em algumas ditas primitivas, o princípio da igualdade prevalece, se não na prática, pelo menos como utopia. Exceção clamorosa é a Índia, onde castas estabelecem desigualdades intransponíveis.  Os dois princípios organizacionais buscam reduzir conflitos entre membros individuais ou grupos no seio da própria sociedade. E ambos podem ser eficientes, embora divirjam decisivamente quanto à compatibilidade com um valor também essencial, tal seja, a justiça social.  Enquanto o princípio da desigualdade privilegia a busca da eficiência e da meritocracia, o seu antagônico, o da igualdade, rejeita esses objetivos.... Leia mais

Por prefeitura de SP, Marta pode sair do PT

Quinta-feira 13, novembro 2014

A avaliação dentro do PT é de que a ex-ministra da Cultura Marta Suplicy pode deixar a legenda para levar adiante seu desejo de disputar a prefeitura de São Paulo em 2016.Mais próxima à presidente Dilma após as eleições deste ano, a ala mineira do partido diz que Marta poderá migrar para Rede Solidariedade de Marina Silva.  Como a nova legenda deve ser criada no próximo ano – a coleta de assinaturas foi retomada nos últimos dias -ela poderia se filiar sem colocar em risco sua cadeira de senadora por São Paulo.  Na Rede, a ex-prefeita não deve ter adversários para a vaga na disputa pela prefeitura. Continuando no PT, ela sabe que Fernando Haddad deve tentar a reeleição.  Além disso, dificilmente a ex-prefeita conseguirá convencer o presidente da legenda, Rui Falcão, a aceitar a realização de prévias.  Em 2012, a insistência de Marta para levar a escolha do candidato petista à convenção estadual só foi controlada após intervenção do ex-presidente... Leia mais

Delegados da Lava Jato exaltam Aécio e atacam PT na rede

Quinta-feira 13, novembro 2014

Durante a eleição, perfis de policiais que investigam  Petrobrás chamam Lula de “anta” e replicam conteúdo crítico a Dilma Delegados federais da Operação Lava Jato, força-tarefa que investiga Petrobrás envolvendo empreiteiras e partidos, usaram as redes sociais durante a campanha eleitoral deste ano para elogiar o senador Aécio Neves, candidato do PSDB ao Planalto, e atacar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e sua sucessora, Dilma Rousseff, que disputava a reeleição. Em manifestações feitas em perfis fechados no Facebook aos quais o Estado teve acesso, delegados da Superintendência da Polícia Federal do Paraná, órgão onde estão concentradas as investigações, compartilharam propaganda eleitoral do então candidato tucano que reproduzia reportagens com o conteúdo da delação premiada do doleiro Alberto Youssef, segundo a qual Dilma e Lula teriam conhecimento do esquema de desvios -o teor desses depoimentos está sob segredo de Justiça. Os... Leia mais

Desobedecer leis é ‘fácil’ para 81% dos brasileiros; 32% confiam na Justiça

Terça-feira 11, novembro 2014

  A desconfiança diante das instituições públicas do País faz com que 81% dos brasileiros concordem com a afirmação de que é “fácil” desobedecer as leis. O mesmo porcentual de pessoas também tem a percepção de que, sempre que possível, as pessoas escolhem “dar um jeitinho” no lugar de seguir as leis. Os dados são de uma pesquisa feita pela Fundação Getúlio Vargas para o Fórum Brasileiro de Segurança Pública e revelam ainda que 32% da população confia no Poder Judiciário. Já a confiança na polícia fica um ponto porcentual acima, com 33%. Apesar de baixos, esses índices já foram menores – 29% e 31% respectivamente – em pesquisa anterior. O levantamento mostra ainda que a ruptura entre os cidadãos e as instituições públicas ligadas à Justiça leva 57% da população a acreditar que “há poucos motivos para seguir as leis do Brasil”, segundo o levantamento. “Isso está relacionado à desconfiança que as pessoas têm no... Leia mais

Entrada de dólares supera saída em US$ 6,9 bi, melhor outubro desde 2009

Quarta-feira 5, novembro 2014

  A entrada de dólares no Brasil superou a saída da moeda em US$ 6,927 bilhões em outubro, de acordo com informações do fluxo cambial divulgadas nesta quarta-feira (5) pelo Banco Central. Esse é o melhor resultado desde maio de 2013, quando somou US$ 10,189 bilhões, impulsionado pela captação da Petrobras. É também o maior resultado para o mês de outubro desde 2009, quando houve saldo positivo de US$ 14,598 bilhões. Só em 27 de outubro, um dia após o segundo turno da eleição presidencial, a entrada de dólares superou a saída da moeda em US$ 3,674 bilhões pela conta financeira —inclui investimentos em títulos, remessas de lucros e dividendos ao exterior e investimentos estrangeiros diretos, entre outras operações. No ano, até agora, o resultado é positivo, com saldo de US$ 8,27 bilhões. Em setembro, o chamado fluxo cambial tinha ficado positivo em US$ 2 bilhões; em outubro do ano passado, a diferença tinha sido negativa em US$ 6,2... Leia mais

O choque de indigestão de Aécio

Sexta-feira 17, outubro 2014

  Do ponto de vista financeiro, o choque de gestão em Minas foi um fracasso tão grande quanto o foi do ponto de vista social. Mas Aécio não concorda O documento de 31 de janeiro de 2013, reverenciando os dez anos do choque de gestão promovido pelo governo do PSDB em Minas Gerais, inicia com a seguinte afirmativa: “O programa choque de gestão se tornou a principal referência em administração pública no Brasil”. E continua da seguinte maneira: “O ponto de partida era uma ideia simples, inovadora e de grande impacto: gastar menos com o governo e mais com o cidadão. Ao mesmo tempo, reduzir o peso dos recursos destinados à máquina administrativa e ampliar os investimentos destinados a melhorar a qualidade de vida das pessoas em áreas como saúde, educação, segurança, infraestrutura, meio ambiente e geração de emprego e renda entre outras”. Vamos por partes. Saúde. Em adição a essa proposta, Aécio Neves, hoje candidato à Presidência,... Leia mais

Nepotismo em Minas Gerais:A família que mama nas tetas dos cofres públicos

Quinta-feira 16, outubro 2014

O primeiro debate do segundo turno, realizado na terça-feira, pela TV Bandeirantes, foi marcado por uma série de ataques entre Dilma Rousseff (PT) e Aécio Neves (PSDB) que entrou como nova munição na reta final da disputa pela Presidência.   As acusações suscitaram dúvidas sobre sua veracidade em temas tão distintos quanto inflação, transferências obrigatórias para a saúde, nepotismo em Minas Gerais e financiamento do BNDES para projeto em Cuba.   Numa arma que ainda não havia sido explorada por sua campanha, Dilma acusou Aécio de nepotismo por empregar parentes na administração direta e indireta de Minas Gerais. Ontem, em entrevista, a petista voltou à carga. “Se fosse no governo federal, ele não poderia. Lá [em Minas Gerais] eu não sei qual é a legislação vigente, mas no governo federal é nepotismo. Você não pode contratar irmão, um tio, três primos e três primos.” Entre os parentes, a crítica de Dilma refere-se a Andréa Cunha... Leia mais

Grupo hostiliza petistas; Suplicy tira ‘selfie da paz’

Quinta-feira 16, outubro 2014

  Uma plenária do PT em favor da reeleição da presidente Dilma Rousseff realizada numa universidade particular no bairro da Liberdade, na zona central de São Paulo, quase acaba em confusão entre militantes e estudantes pró-Aécio Neves (PSDB) na noite desta quarta-feira, 15. Apesar da troca de insultos, a peleja terminou mesmo em debate político no pátio com direito a selfies de alunos, com adesivos de Aécio colados nas roupas, ao lado do senador petista Eduardo Suplicy. O burburinho aconteceu na Universidade Nove de Julho (Uninove), que sediava o ato político organizado pelo deputado federal Paulo Teixeira (PT) e com a presença do prefeito Fernando Haddad e da filosofa Marilena Chauí. O espaço, reservado pelo PT, estava enfeitado com bandeiras do partido e da candidata à reeleição. Um grupo de estudantes de medicina tentou entrar no recinto e foi impedido por militantes petistas. O clima esquentou e houve troca de insultos. “Eles nos xingaram e chegaram a... Leia mais

Jornalista faz lista com 27 motivos para não votar em Aécio Neves

Quarta-feira 8, outubro 2014

  Aécio e seu padrinho político Fernando Henrique. Por que ele esconde FHC de sua campanha (após cada capítulo há links para comprovar as denúncias) CENSURA 1- Censurou a parte da imprensa mineira que ousou denunciar esquemas de corrupção quando governador de MG. 2- Também tentou censurar o Google, Yahoo! e Bing, movendo um processo para retirada de links relacionados ao uso de drogas e ao desvio de verbas da saúde. 3- Mandou demitir um diretor da Globo de Minas Gerais após três reportagens que o desagradaram. 4- Não gosta de ser investigado: em 10 anos ele e seu sucessor Anastasia só permitiram 3 CPIs em Minas Gerais. Mais de 70 foram barradas. http://www1.folha.uol.com.br/poder/2014/03/1425228-justica-nega-pedido-de-aecio-para-bloquear-buscas-na-internet.shtml http://www.midiaindependente.org/pt/red/2003/09/262572.shtml CORRUPÇÃO QUANDO FOI GOVERNADOR DE MINAS GERAIS 5- Foi processado por desviar R$ 4,3 bilhões da saúde. 6- Construiu 5 aeroportos em cidades... Leia mais

Retrospectiva Governo Lula

Arquivos

Amigos & Amigos