Não foi só Beto Richa. PSDB escondeu todos os seus governadores

Quinta-feira 21, maio 2015

Sem projeto para o Brasil nem vitrines nos estados em que é governo, aos tucanos restou em seu programa na TV maquiar Aécio e FHC como ‘mortos-vivos’ para encarnar o antipetismo O programa só exibiu duas “lideranças”: o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso – que já pendurou as chuteiras em disputas eleitorais – e Aécio, que luta para manter um protagonismo político raivoso, destilando ódio. Talvez o partido tenha ficado com vergonha de mostrar os seus cinco governadores. Nenhum deles foi sequer mencionado.Que vitrine o governador Beto Richa tem para mostrar no Paraná? Propinas, corrupção, quebradeira…Outra vitrine difícil de mostrar é a do governador tucano de São Paulo.O governador de Goiás, Marconi Perillo continua associada ao escândalo do bicheiro Carlinhos Cachoeira.Reinaldo Azambuja, do Mato Grosso do Sul, foi acusado pelo senador paraguaio Arnoldo Wiens de ter vínculos com o empresário Vilmar Acosta, suspeito de ter mandado... Leia mais

MP confirma investigação contra esposa de Beto Richa

Quarta-feira 20, maio 2015

  A assessoria de imprensa do Ministério Público (MP) confirmou que abriu um processo em abril deste ano para investigar Fernanda Richa, esposa do governador Beto Richa (PSDB) e secretária estadual do Trabalho e Desenvolvimento Social. A Promotoria de Defesa do Patrimônio Público de Curitiba instaurou o procedimento após o recebimento de uma denúncia anônima, que dá conta de que Fernanda teria cobrado R$ 2 milhões de auditores da Receita Estadual em troca da assinatura de um decreto, por parte do governador, que previa a promoção dos referidos fiscais. A assessoria do MP confirmou a existência das investigações, mas evitou passou detalhes com a justificativa de que o processo segue sob sigilo por envolver “questões financeiras”. Em nota, Fernanda Richa negou as acusações e garantiu que nunca interferiu nas decisões administrativas tomadas pelo seu marido. O decreto de promoção dos auditores fiscais foi assinado por Beto Richa em maio de 2014.... Leia mais

Richa culpa PT por crise e acusações no Paraná

Quarta-feira 20, maio 2015

  Acusado de ter avalizado a violência policial a protesto de professores e outras categorias do serviço público no final de abril, o governador do Paraná, Beto Richa (PSDB), enfrenta agora denúncia de que teve sua campanha à reeleição financiada por um esquema de corrupção que lesou a Receita estadual. Protagonista de uma das mais graves crises políticas do país no momento, o tucano diz ser vítima de “jogo político” do PT para “desviar o foco” das denúncias contra o governo Dilma. “Não tenho dúvida. Isso me leva a crer que é um movimento político, sim, para desvio de foco de todos os escândalos que temos visto, diariamente, pela imprensa, o desgaste nacional do PT. Eles querem um contraponto a isso, para desviar o foco de tudo o que está acontecendo no país”, disse em entrevista ao Congresso em Foco. Com um dos maiores índices de reprovação do país (em fevereiro, 76% dos paranaenses desaprovavam seu governo, segundo o instituto Paraná... Leia mais

O bom negócio

Terça-feira 19, maio 2015

  A Petrobras conta outra vez com prestígio e força política para ter quem a defenda de investidas ambiciosas O surpreendente lucro de R$ 5,3 bilhões da Petrobras nos três primeiros meses do ano, contra todas as previsões, deu um tombo na poderosa articulação para retirar dela a participação, por lei, na operação e exploração do pré-sal concedidas a outras petroleiras. O tombo não causou danos fatais, mas trouxe duas linhas de problemas para a articulação. A queda brutal de prestígio da Petrobras custou-lhe perda de força política e, na sua cúpula, uma perplexidade que a exauriu de autoconfiança. Em seguida aos êxitos no problemático pré-sal, de repente a Petrobras estava vulnerável. Para o objetivo de retirar-lhe a participação geral e até mesmo jazidas inteiras, era hora de atacar. E o ataque começou. Mais subterrâneo. Para efeito público, apenas aparições com a duvidosa sutileza de apenas defender enriquecimento maior e mais rápido do... Leia mais

China investe US$ 53 bi no Brasil e desaponta Aécio, imprensa e quem aposta contra

Domingo 17, maio 2015

  Uma boa notícia que não foi manchete em nenhum jornal, nem mesmo em site especializado em economia, talvez pelo fato de boa notícia não vender jornais, é a chegada do premiê chinês Li Keqiang, que desembarca no Brasil nesta terça-feira (19) trazendo na bagagem um suculento pacote de projetos de cooperação, no valor total de US$ 53 bilhões (R$ 160 bilhões). A cereja do bolo é a participação chinesa na chamada Ferrovia Transoceânica, que ligará a brasileira Ferrovia Norte-Sul à costa do Pacífico, no Peru. É um projeto estimado para custar entre US$ 4,5 bilhões (R$ 13,5 bilhões) e US$ 10 bilhões (R$ 30 bilhões).A Transoceânica permitirá que o Brasil exporte pelo Pacífico soja e minério de ferro, dois dos seus principais produtos no comércio com a China, barateando o custo…Continue lendo... Leia mais

‘FT’ repete discurso da grande mídia e fala em ‘bagunça’ no Brasil

Sexta-feira 15, maio 2015

  Mesmo com desemprego e estagnação na Europa, ‘Financial Times’ descreve caos na economia brasileira Mais uma vez jornais internacionais falam mal do Brasil. O britânico Financial Times publicou nesta sexta-feira (15/05), uma matéria extensa em que descreve um cenário de calamidade no país. O título “Brazil: Oily mess” (“Brasil: bagunça oleosa”, em tradução livre) faz alusão ao escândalo do Petrolão. Mas a ironia prossegue no texto. “Na sociedade hiper-consumista brasileira, as pessoas estão acostumadas a pagar por tudo em prestações, desde geladeiras e televisores a implantes de silicone nos seios. Mas o que menos se sabe é que até mesmo propinas a partidos políticos podem supostamente ser pagas em parcelas”, citando o depoimento de Augusto Ribeiro de Mendonça Neto, antigo membro do conselho da empresa de serviços de petróleo e gás, a Toyo Setal. O artigo tem o mesmo tom de alguns jornais de grande circulação no... Leia mais

Causa perplexidade que um ex-presidente fale mal de seu próprio país no exterior

Sexta-feira 15, maio 2015

  Durante a entrega do prêmio Person of the Year, promovido pela Câmara de Comércio Brasil-Estados Unidos e realizado na noite de terça-feira (12), no The Waldorf Astoria, em Nova York, o ex-presidente tucano Fernando Henrique Cardoso teceu críticas ao Brasil em seu discurso, afirmando que teme que os avanços conquistados a partir da Constituição de 1988 possam “desfazer-se no ar”. O evento, que contava com uma plateia de 1.200 pessoas, entre empresários, diplomatas e a alta cúpula do PSDB, e cujos ingressos variavam entre US$ 10 mil a US$ 18 mil dólares (na mesa), e US$ 1.000 (assento individual). Ao ser premiado, FHC fez uma alusão ao bordão usado pelo ex-presidente Lula e disse que essa “construção” de décadas foi feita por gerações e não permite que se diga “nunca neste País antes de mim fez-se tal e tal coisa”; “Um país não se constrói senão pondo tijolo sobre tijolo, obra de gerações.” Acompanhado por uma comitiva que incluiu os... Leia mais

Lula entra em campo para reforçar aliança

Sexta-feira 15, maio 2015

  Ex-presidente se reuniu ontem com presidente do Congresso e ainda conversaria à noite com Dilma, a fim melhorar relação com PMDB   Lula da Silva deixou encontro com Renan dizendo que Dilma precisa ter um plano para o país Em um momento de crise entre o Palácio do Planalto e o Congresso Nacional, o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), disse ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva que a relação entre o seu partido e o governo federal não pode ficar “em cima da mera ocupação de cargo.” Durante almoço na residência oficial do presidente do Senado, nesta quinta-feira (14) em Brasília, Renan disse que a presidente Dilma Rousseff precisa apresentar “um plano de desenvolvimento para o país” e, literalmente, governar. A opinião de Renan é compartilhada por Lula que, nos bastidores, tem dito que o governo de sua sucessora “está paralisado” e que ela precisa viajar pelo país, entregar obras e apresentar resultados... Leia mais

FHC fala mal do Brasil e espanta investidores que Alckmin queria atrair

Sexta-feira 15, maio 2015

  Em meio a greve dos professores  paulistas, que já é a terceira maior da história do Estado de São Paulo, completou 60 dias na quinta-feira (14) num duro impasse entre professores e o governo Geraldo Alckmin (PSDB).A categoria pede reajuste de 75% (para equiparar o salário aos demais servidores do Estado com formação superior), mas o governo tucano até agora nem sequer apresentou uma contraproposta. E sem nenhuma proposta apresentada aos trabalhadores, o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), deixou a capital paulista e foi para Nova York, bancado por uma associação de empresários a Lide, do João Dória Jr. Leia mais e comente aqui Leia mais

Moro é tratado como celebridade por grupo anti-PT

Sexta-feira 15, maio 2015

  O juiz Sergio Moro, responsável pela Operação Lava-Jato, foi recebido ontem como uma celebridade ao participar do lançamento de um livro em São Paulo. Ao chegar ao evento, na Livraria Cultura, Moro foi ovacionado por um grupo de pessoas que, além de homenagear o juiz, pedia o impeachment da presidente Dilma Rousseff e criticava o PT. Gritos de “justiça neles”, “fora PT” e “estamos juntos” foram acompanhados pelo Hino Nacional cantado de forma improvisada e tomaram conta de parte da livraria onde foi lançado “Bem-vindo ao inferno”. A publicação, do jornalista Claudio Tognolli, fala sobre a história da advogada Vana Lopes, que caçou o médico estuprador Roger Abdelmassih. A esposa de Moro, Rosângela, escreveu o prefácio do livro e acompanhou o juiz ontem. Algumas das mais de 50 pessoas que foram prestigiar Moro estavam com camisa verde e amarela. Outras levaram rosas brancas ao juiz. Em um corredor da livraria havia... Leia mais

Jornal Nacional atua como assessor de imprensa de Eduardo Cunha

Domingo 10, maio 2015

  Presidente da Câmara é acusado de arquitetar requerimentos de informações sobre empresa contratada pela Petrobras que teriam sido feitos como forma forçar pagamento de propinas; jornal ‘esconde’ a notícia Um dos fatos jornalísticos importantes na quarta-feira (6) foi o cumprimento de um mandado de busca e apreensão no gabinete do presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ). A diligência foi pedida pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, e autorizada pelo ministro do STF Teori Zavascki, dentro do inquérito que investiga o suposto envolvimento de Cunha na Operação Lava Jato. Leia mais no site da Rede Brasil Atual, aqui... Leia mais

Beto o covarde que manda atacar professor

Sexta-feira 1, maio 2015

  Governador tucano se reelegeu após devastar as finanças do Paraná e agora recorre a truculência policial contra revolta de servidores As imagens de Curitiba na quarta-feira (29) e as quase duas centenas de feridos não deixam dúvida: houve violência policial além de qualquer proporção. O governador Beto Richa (PSDB), mesmo assim, continua alheio aos excessos de sua Polícia Militar. Sim, houve agentes golpeados. Sim, alguns manifestantes tentaram romper à força o cordão da PM em torno da Assembleia Legislativa. Erraram, mas erra mais o governador tucano quando endossa o revide truculento como “uma reação natural da proteção da vida”. É uma inversão completa dos fatos. Acertar balas de borracha nos professores atenta contra a integridade dos manifestantes muito mais do que protege o policial. O mesmo se pode dizer de lançar gás lacrimogêneo na vizinhança de uma creche e de atiçar cães ferozes contra cinegrafistas. Dito isso, há que registrar... Leia mais

Até o Globo desmascara Eduardo Cunha, o querido da imprensa

Sexta-feira 1, maio 2015

  Depois de negar as cíticas feitas ao PT em jantar do PMDB, na última terça, reveladas pelo GLOBO, o presidente da Câmara, Eduardo Cunha ( PMDBRJ), recuou e pediu desculpas aos petistas após o Globo publicar áudio, obtido junto a um parlamentar que estava no evento, que confirma suas críticas. Primeiro, Cunha postou no seu Twitter: “Na correria de hj esqueci de passar por aqui para desmentir a frase a mim atribuída no jornal O Globo sobre o PT. Não pronunciei o comentário a mim atribuído no jantar da bancada. Apesar das diferenças sempre trato a todos com respeito”. Ao saber da publicação do áudio no site do Globo, voltou atrás. “Não ouvi a gravação mas peço desculpa pelo meu equívoco e não tive intenção de desrespeitar o PT, apesar das divergências”. No jantar da bancada do PMDB, na última terça-feira, Cunha afirmou que o PT é sempre derrotado no plenário e, quando vence algo, é por conta da pena dos peemedebistas. Muito bom... Leia mais

Selvageria tucana

Sexta-feira 1, maio 2015

  Para o governador tucano Beto Richa, o massacre registrado na quarta-feira (29) contra os professores do Paraná foi uma “reação natural da proteção da vida”, e um revide, já que segundo ele, quem agiu com truculência não foi a polícia, mas sim os manifestantes. Ora, se uma polícia, responsável pela segurança do Estado e pela garantia do direito de ir e vir, tem de agir daquela forma para se proteger, só podemos chegar à conclusão de que estamos numa guerra civil. Se a polícia tem que revidar para proteger sua vida, estamos em guerra civil. Se a polícia bateu porque estava com medo de morrer, estamos numa guerra civil. O presidente da Comissão da Verdade do Rio de Janeiro e da Comissão Nacional de Direitos Humanos do Conselho Federal da OAB, Wadih Damous, avalia que a polícia militar do Paraná, por ordem do governador, “espancou de forma selvagem professores em greve na defesa de seus direitos que estão sendo esbulhados por um governo... Leia mais

Dilma acerta ou erra ao se pronunciar apenas pela internet neste Dia do Trabalho?

Quinta-feira 30, abril 2015

  A presidenta Dilma Rousseff não fará pronunciamento em cadeia nacional de rádio e televisão nesta sexta-feira (1º), Dia do Trabalho. A decisão foi tomada na reunião de coordenação política do governo no início da noite de segunda-feira (27).  Será a primeira vez que a presidenta não fará o pronunciamento na TV no Dia do Trabalho, em seu quinto ano de governo. Medida certa para uns, erradas para outros.O ministro da Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República, Edinho Silva, disse.. Leia... Leia mais

Paulinho tenta mostrar força ao STF, que o julga por falsidade e estelionato

Terça-feira 28, abril 2015

  O caso, que estava engavetado pela lentidão da Justiça, remonta a 2006, quando o juiz federal João Eduardo Consolim, da 1ª Vara Federal de Ourinhos (SP), aceitou os argumentos da Procuradoria da República, que denunciou Paulinho e os outros 11 réus de superfaturar em 77% a compra da Fazenda Ceres, em Piraju (região sudoeste do estado), para a implementação de um projeto de reforma agrária. Em 2001, o governo federal investiu R$ 2,8 milhões no assentamento de 72 famílias ligadas à Força da Terra, o braço rural da Força Sindical, central presidida por Paulinho à época. Hoje ele é presidente de honra… Continue lendo aqui Leia mais

Juristas do PSDB pedem paciência a políticos

Domingo 26, abril 2015

   Enquanto a bancada de deputados federais e parte da executiva do PSDB defendem a abertura imediata de um processo formal de impeachment da presidente Dilma Rousseff na Câmara, os juristas chamados pelo partido para fundamentar a tese argumentam que ainda não há clima político para dar este passo. Autor do primeiro parecer enviado ao partido com argumentos jurídicos para o impedimento, o advogado Ives Gandra Martins pondera que o processo de afastamento de um presidente é muito mais político do que teórico. “Do ponto de vista jurídico já existem elementos para pedir o impeachment. Mas, do ponto de vista político, a presidente ainda conta com mais de um terço do Congresso. Portanto, não haveria muita chance. Não é o momento ainda”, diz ele. Para que tenha início, um processo de impeachment precisa do apoio de dois terços da Câmara. Segundo Ives Gandra, o momento ideal para se pedir o impedimento da presidente é quando o País “estiver... Leia mais

Juíza envia ação do mensalão mineiro ao TJ

Sábado 18, abril 2015

   A juíza Melissa Pinheiro Costa Lage, da 9.ª Vara Criminal de Belo Horizonte, declinou da competência e determinou a remessa de uma das ações penais do mensalão mineiro para o Tribunal de Justiça de Minas Gerais. O processo que apura os crimes de peculato (desvio de recursos públicos) e lavagem de dinheiro ocorridos durante a campanha à reeleição do ex-governador Eduardo Azeredo (PSDB), em 1998, tem como réu o economista José Afonso Bicalho, que foi nomeado secretário estadual da Fazenda pelo atual governador Fernando Pimentel (PT). Ao assumir o cargo de secretário em janeiro, Bicalho passou a gozar de foro privilegiado e só pode ser processado criminalmente no tribunal. A ação a que ele responde tem outros sete réus, entre eles Marcos Valério, que cumpre pena de 37 anos de prisão em regime fechado pela condenação no mensalão federal. O Ministério Público Estadual deu parecer favorável à remessa da ação para o tribunal, que poderá decidir sobre... Leia mais

Sem prova, pedir impeachment em protesto é golpismo

Quarta-feira 15, abril 2015

  Os protestos contra o governo se transformaram basicamente num samba de uma nota só. A reivindicação é o impeachment da presidente da República. Entretanto, hoje, esse é um desejo impossível de ser atendido. A presidente não pretende renunciar, como pediram alguns líderes das manifestações. O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, que é quem pode abrir investigação contra Dilma, diz que não há evidências nem provas em relação à presidente. O presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), afirma que impeachment beira ao golpismo. Portanto, estão fechados os caminhos jurídico e político do impeachment. A rigor, pedir impedimento sem prova é golpista. Pesquisa Datafolha feita ontem na avenida Paulista, onde compareceram 100 mil pessoas, segundo o instituto, revela que 77% são a favor do impeachment da presidente. O manifestante diz que foi protestar contra a corrupção, mas as palavras de ordem são “Fora, Dilma”e  “Fora, PT”. São... Leia mais

CNJ aprova criação de cargos que vão custar R$ 267 milhões

Sexta-feira 10, abril 2015

  O plenário do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) aprovou, por unanimidade, parecer favorável a anteprojeto de lei elaborado pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ) que cria novos cargos de juiz nos Tribunais Regionais Federais (TRFs). O texto ainda altera a composição quantitativa e cria cargos de provimento efetivo, em comissão e funções de confiança nos TRFs. No total, a proposta prevê a criação de 82 cargos de juiz, 1.594 cargos efetivos, 283 cargos em comissão e 527 funções comissionadas para os cinco tribunais. A despesa prevista com a criação dos cargos é de R$ 266,91 milhões para o ano de 2015. A necessidade de emissão de parecer do CNJ sobre anteprojetos de lei encaminhados por tribunais para criação de cargos, funções e unidades no Poder Judiciário está prevista na Resolução 184, que dispõe ainda sobre os critérios a serem seguidos na análise dos pedidos. O parecer do CNJ é feito a partir de avaliações técnicas emitidas pelo... Leia mais

Retrospectiva Governo Lula

Arquivos

Amigos & Amigos