Decisão da Justiça sai até com convite de churrasco

Sexta-feira 8, junho 2012

 

Despachos têm ganhado trechos ‘misteriosos’

“Escolha a hora e as palavras certas, mas não espere nem mais um dia para terminar este relacionamento. Seja sincero… Diga: ‘Não quero mais’ ou ‘Não está dando certo’ ou ‘O amor acabou’.”

A dica acima, publicada originalmente numa revista masculina, é daquelas que se espera ver reproduzidas num blog ou no e-mail enviado por algum amigo, mas foi parar num lugar improvável: o “Diário da Justiça” do RS, no fim do ano passado, no meio de uma nota processual.

Textos “misteriosos” como esse têm aparecido no emaranhado de despachos formais do Judiciário. São mensagens de aniversário, cartas de amor e até resumo de novela.

O Judiciário gaúcho já tinha protagonizado outra publicação inusitada: “Churrasco de ‘Amigos’ na casa da Morgana. Dia: 06/12/2008 (…) O que levar??? Bebidas!!! Cada um leva seu fardinho!!!”

Descobriu-se que o erro ocorreu no cartório. Enquanto mandava um e-mail para os colegas, um servidor anexou o convite, sem querer, à uma nota de expediente que publicava no site do TJ.

Nem o STJ (Superior Tribunal de Justiça) escapou. Um despacho da ministra Nancy Andrighi revelou que ela recebeu uma receita de risoto com uma petição de um processo contra o Google.

Os advogados da empresa, Eduardo Luiz Brock e Solano de Camargo, negam ter enviado a receita. Ela teria sido anexada no próprio STJ. O tribunal apura o caso.

CTRL C + CTRL V

Segundo especialistas, normalmente problemas como esses são fruto de um “copia e cola” equivocado na hora de o servidor publicar um despacho enviado pelo juiz.

Essas publicações, dizem cartorários ouvidos pela Folha, não costumam passar por uma revisão final.

“Falta checagem”, afirma o vice-presidente da OAB-SP, Marcos da Costa. “O volume de trabalho é muito grande.”

Segundo Ivo Ribeiro de Oliveira, presidente da associação dos escreventes do TJ-SP, erros assim acontecem porque os servidores trabalham sob muita pressão. “Mas são fatos que ocorrem muito esporadicamente”, afirma.

O TJ-SP diz que vem aprimorando o sistema para diminuir a intervenção humana.

Por falar em intervenção, quem quiser dicas para terminar um namoro, basta ir ao site do TJ-RS (www.tjrs.jus.br/busca), clicar na aba “Diário da Justiça Eletrônico” e buscar por “seja sincero”. Na Folha

Por




Deixe seu comentário

*

Retrospectiva Governo Lula

Arquivos

Amigos & Amigos