Aliado de Alckmin assume campanha de Russomanno

Terça-feira 24, julho 2012

O candidato a prefeito de São Paulo Celso Russomanno (PRB) anunciou hoje seu conselho político, que vai definir as estratégias da campanha, com amplo poder para o PTB, único partido médio de uma coligação formada por pequenas legendas.

O presidente do PTB paulista, deputado estadual Campos Machado, assumiu a presidência do conselho, conforme antecipou o Painel da Folha desta segunda.

Campos confirmou que seu partido será o principal responsável pela estrutura da campanha de Russomanno.

“Temos muita base, vamos varrer essa cidade fazendo campanha para o Celso Russomanno”, disse.

Dos 13 membros do conselho, quatro são do PTB e cinco são do partido do candidato. Foi anunciado ainda apoio informal do PEN, sigla criada este ano.

Campos também afirmou que não vai admitir “traidores”. “Não podemos deixar Russomanno só. Não estamos aqui para brincar de campanha.”

O deputado é aliado histórico do governador Geraldo Alckmin (PSDB), que apoia o candidato tucano José Serra. Ele argumentou que eleição municipal tem lógica própria e que se mantém aliado de Alckmin.

Disse ainda que sua decisão “não tem nada a ver com o Serra”. “Os ventos mudaram e nós temos que acompanhar o caminho deles. Os ventos não são pessoais”, afirmou.

O presidente do PTB já foi advogado do bispo Edir Macedo, fundador da Igreja Universal, que é ligada ao PRB de Russomanno.

Campos disse ser amigo e ter “carinho especial” por Macedo, mas que a escolha de seu nome para o comando do conselho não teve a ver com a relação. Russomanno disse que fez a escolha apenas com base na amizade que tem com o deputado.

Mutirão de fé

Em seu discurso à plateia de aliados e candidatos a vereador, Campos Machado citou a Bíblia, pediu “que Deus proteja Celso Russomanno” e prometeu um “mutirão de fé” em favor do candidato.

“Nós temos que sonhar com uma revolução nessa cidade, uma revolução de costumes, que a família tenha novos olhares”, disse.

O aliado lembrou ainda que Russomanno é casado e sua mulher está grávida da segunda filha do casal. “Ele é um homem de família e eu não acredito nas pessoas que não têm família”, afirmou.

Kombitês

Ao discursar, Russomanno disse ser um candidato “obediente” e que vai ouvir as sugestões do conselho político.

Ele anunciou a criação do que chamou de “kombitês” na campanha. Serão 31 veículos Kombi que ficarão nas portas das subprefeituras para receber reclamações de eleitores.

Ele também comentou a nota 4,4 recebida pelo prefeito Gilberto Kassab (PSD) na pesquisa Datafolha divulgada nesta segunda. O candidato disse que se trata de uma “nota vermelha”. “Mostra que a população não está feliz com a administração, com o trabalho que está sendo feito.”

Por




Deixe seu comentário

*

Retrospectiva Governo Lula

Arquivos

Amigos & Amigos