INSS paga benefício extra a 2,8 milhões de segurados

Sexta-feira 3, agosto 2012

Erro em cálculo leva Previdência a corrigir valores de auxílio-doença e aposentadoria por invalidez a partir de janeiro de 2013

Segurados do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) de todo o país que começaram a receber auxílio-doença ou aposentadoria por invalidez entre os anos de 1999 e 2009 serão favorecidos pela revisão do valor pago pela Previdência Social. Em reunião realizada ontem com o Sindicato Nacional dos Aposentados da Força Sindical, o INSS acertou a revisão de 2,8 milhões de benefícios por incapacidade concedidos nesse período. Por causa de um erro de cálculo, eles foram pagos a menos.

Para valer, o acordo ainda terá de ser oficialmente firmado pela Procuradoria Federal Especializada, representante judicial do instituto, perante o INSS e o Ministério Público de São Paulo, que entrou com a ação para obrigar o órgão da Previdência a pagar administrativamente os segurados. A assinatura da resolução, que ainda será encaminhada à Justiça, está prevista para a próxima segunda-feira. O pagamento pelo INSS, segundo seu presidente, Mauro Hauschild, vai ser feito em parcelas a partir da folha de janeiro do próximo ano e custará R$ 56 milhões por mês ou R$ 728 milhões por ano, com a inclusão do 13º salário.

Primeiramente, o INSS acertará as contas com os 491 mil segurados ativos, ou seja, que ainda recebem algum tipo de benefício. Os demais 2,3 milhões de segurados que já tiveram seus amparos concluídos receberão os pagamentos referentes aos últimos cinco anos. A compensação dos atrasados será feita até 2022. O INSS estima o gasto total, para os próximos 10 anos, em R$ 7,7 bilhões.

Por




Deixe seu comentário

*

Retrospectiva Governo Lula

Arquivos

Amigos & Amigos