Depois de ser pego na CPI da Petrobras, Cunha repete duas CPIs já abertas no Senado

Quinta-feira 23, julho 2015

 

Manobra de instalar dois pares de comissões tem cheiro de ser justamente para tirar das manchetes a CPI da Petrobras no momento em que seus holofotes se viraram para o presidente da Câmara

Para aprovar as duas CPIs em duplicidade, Cunha rejeitou três outras que estavam na frente da fila. Uma queria investigar as operadoras de telefonia por possível lucro indevido. Cunha, que já foi presidente da Telerj (hoje Oi) durante o governo Collor, tem tido uma atuação parlamentar a favor das teles, como ocorreu durante o Marco Civil da Internet. Outra buscava analisar as causas do desabastecimento de água no Sudeste. A manobra de enterrar esta CPI funciona como um aceno para o PSDB do governador de São Paulo Geraldo Alckmin ficar com uma dívida de gratidão junto a Cunha. A terceira CPI enterrada foi para investigar denúncias no atendimento de mulheres em situação de violência, assunto desconfortável para alguns deputados e senadores que já apareceram em notícias por terem batido em mulheres. Leia mais

Por




Deixe seu comentário

Você deve ser logado postar um comentário.

Retrospectiva Governo Lula

Arquivos

Amigos & Amigos