Depois de liberar R$ 10,8 bilhões em ‘pedaladas’, Temer escreve para Dilma

Quinta-feira 10, dezembro 2015

Em termos bem populares: ficou feio a carta do vice-presidente, Michel Temer (PMDB-SP), em que ele resmunga ter se sentido “vice decorativo” no primeiro mandato ao lado da presidenta Dilma Rousseff. A primeira pergunta que se faz é óbvia: se estava insatisfeito então por que se candidatou à reeleição como vice por mais quatro anos?

 

Mas o que chama mesmo atenção em mais uma lambança da política nacional, é entre novembro de 2014 e julho de 2015, Michel Temer assinou, no exercício da Presidência – enquanto Dilma estava fora do País em viagem oficial,-  sete decretos que abriram crédito suplementar de R$ 10,807 bilhões, mesmo num cenário de crise econômica e queda na arrecadação.A prática é a mesma que a presidenta adotou e que faz a oposição a acusar de “pedaladas fiscais”. Mais que isso, são o principal pretexto para o pedido de impeachment aberto contra a Dilma na Câmara.Os decretos assinados por Temer somente em 2015 apresentaram um volume três vezes superior aos de Dilma….Continue lendo aqui
Por




Deixe seu comentário

Você deve ser logado postar um comentário.

Retrospectiva Governo Lula

Arquivos

Amigos & Amigos