Janio de Freitas: Feia, grossa e errada

Domingo 28, setembro 2014

  Vê-se que o fracasso da agressividade de José Serra, na disputa com Lula, não serviu de ensinamento Aí estão os dias finais de uma campanha feia. Antecipada por Eduardo Campos e Aécio Neves, que em maio já tinham atitudes eleitoreiras, nos cinco meses até agora não deixou nem um só instante de brilho pessoal ou de criatividade política. Não é menos notável que, em se tratando de candidaturas à Presidência, também não aparecesse nem uma só proposta capaz de distinguir-se do que tem composto o palavrório trocado entre oposições e governos. Em compensação, não faltou grossura. Desde sua queda na pesquisa anterior à de agora, Marina Silva consumiu muito das oportunidades de atração eleitoral com o discurso de vítima na campanha baseada em ataques. É claro que algum efeito o tiroteio político sempre produz, em quem é alvo e no atirador. Mas ninguém sai desta campanha na condição de devedor de ataques aos adversários diretos. E daí vem uma ameaça... Leia mais

Por que o Brasil não assinou a Declaração de Nova Iorque Contra o Desmatamento?

Sábado 27, setembro 2014

  Tenho recebido diversas mensagens de leitores comentando sobre a decisão do Brasil de não endossar o documento que ficou conhecido como a Declaração de Nova York, que “pede o desmatamento zero no mundo”. A maioria das mensagens que recebo é de leitores indignados com a postura do governo brasileiro de não assinar um documento de tamanha importância. Na impossibilidade de responder individualmente aos questionamentos e, por entender que muitas outras pessoas também podem estarem “chocadas” com a situação, decidi fazer esse artigo para tentar esclarecer alguns pontos importantes sobre esse caso. Vamos a eles: O primeiro ponto a ser observado é exatamente o significado desse “documento”. Esse tratado não é uma posição oficial das Nações Unidas e muito menos um documento formal da ONU sobre desmatamento. Cabe esclarecer que as Resoluções, Acordos Internacionais ou Convenções patrocinadas pela ONU levam muitos anos para serem redigidos. São... Leia mais

Erundina discorda das novas bandeiras de Marina e tem reservas à Rede

Sexta-feira 19, setembro 2014

Amiga da presidenciável Marina Silva desde os tempos do PT, a deputada federal Luiza Erundina (PSB-SP) está cada dia mais discreta na função de coordenadora da campanha presidencial. À esquerda da candidata, a socialista discorda da concepção da Rede, partido original de Marina, e perde o sono quando ouve falar sobre propostas como a independência do Banco Central. Principal aliada de Marina no PSB quando Eduardo Campos estava vivo, Erundina virou carta na manga quando a nova cabeça de chapa decidiu colocar seus nomes no comando da candidatura. Marina reivindicou para Erundina o posto de Carlos Siqueira quando este se rebelou contra a indicação do marineiro Walter Feldman para dividir a função de coordenador-geral da campanha. A ex-prefeita de São Paulo assumiu o posto aparecendo ao lado de Marina nos primeiros dias da nova fase da corrida, mas a lua de mel durou pouco. O primeiro cisma aconteceu logo nas primeiras agendas. A paraibana Erundina não foi chamada por... Leia mais

90% dos paulistanos querem mais faixas exclusivas de ônibus, diz Ibope

Quinta-feira 18, setembro 2014

  Pelo menos 90% dos moradores da capital paulista são favoráveis à ampliação das faixas exclusivas para ônibus, segundo pesquisa Ibope, encomendada pela Rede Nossa São Paulo, divulgada nesta quinta-feira (18). A aprovação oscilou três pontos percentuais para baixo, dentro da margem de erro, comparada à pesquisa de 2013, quando 93% se mostraram a favor da medida. O levantamento do Ibope, realizado entre os dias 29 de agosto e 3 de setembro, com 700 pessoas, tem margem de erro de quatro pontos para mais ou para menos. O dado aparece dias depois de a Prefeitura de São Paulo divulgar um levantamento que indica um aumento de 68,7% na velocidade média dos ônibus nos 59,3 quilômetros de faixas exclusivas implantadas em 2014. O trânsito na cidade foi considerado “ruim” ou “péssimo” por 70% dos entrevistados. E o tempo total gasto no trânsito, incluindo todos os deslocamentos, ficou em duas horas e 46 minutos. Mais carros x trânsito ruim Apesar... Leia mais

Aliado de Marina propõe aumentar meta de inflação

Segunda-feira 15, setembro 2014

Um dos economistas mais influentes da equipe que assessora a candidata do PSB à Presidência, Marina Silva, propôs na semana passada o aumento da meta oficial de inflação fixada para o próximo ano, para acomodar reajustes de preços no início do novo governo se Marina for eleita. A ideia foi lançada pelo economista Alexandre Rands e não faz parte da plataforma da candidata, mas deverá ser discutida internamente nos próximos dias. Ela foi apresentada em público pela primeira vez em evento organizado pelo Bank of America/Merrill Lynch na segunda-feira (8), em São Paulo, que reuniu 500 investidores e executivos do mercado financeiro. A meta de inflação é o alvo fixado pelo governo para dar à sociedade uma ideia do que esperar do comportamento dos preços. Essa referência perdeu credibilidade na gestão de Dilma Rousseff (PT), porque a inflação ficou sempre muito acima da meta anunciada, de 4,5% ao ano. O PSB cogitou a possibilidade de propor uma redução da meta para... Leia mais

Retrospectiva Governo Lula

Arquivos

Amigos & Amigos