Joaquim Babosa critica financiamento de campanhas eleitorais

Sábado 29, agosto 2015

  O ex-presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) Joaquim Babosa fez duras críticas ao financiamento de campanhas eleitorais, à concorrência de empresas estatais com o setor público sem igualdades de condições. “Eu tenho me batido contra o financiamento de campanhas eleitorais”, disse Barbosa, que fala na manhã deste sábado, 29, no 7º Congresso Internacional de Mercados Financeiro e Capitais, em Campos do Jordão (SP). De acordo com Barbosa, esse tipo de financiamento de campanha fomenta o “toma lá dá cá”. O ex-ministro do STF fala sobre “O Poder e a ética no Brasil”. Ele criticou as vantagens que são outorgadas aos membros do Poder Judiciário que não são conferidos a qualquer outra categoria de profissionais até mesmo na esfera pública e citou entre vários exemplos a vitaliciedade dos magistrados. Sobre as empresas estatais, Joaquim Barbosa disse que a concorrência que elas travam com as concorrentes do setor privado é... Leia mais

Barbosa diz não ver como TSE retirar Dilma do cargo em processo de impeachment

Sábado 29, agosto 2015

  Barbosa criticou a formação do TSE, composta por “advogados que tocam suas bancas de advocacias durante o dia e se tornam juízes à noite”. “Tenho dificuldades para entender isso”, disse O ex-presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) Joaquim Barbosa minimizou neste sábado, 29, o poder do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para tirar a presidente da República, Dilma Rousseff, do cargo por um processo de impeachment. Barbosa disse ter participado de vários julgamentos do TSE em que governadores foram destituídos de seus cargos, mas que tem dúvidas se o TSE tiraria do cargo um governador de São Paulo, Rio de Janeiro ou Minas Gerais. “Um presidente da República? Acho muito difícil”, disse Barbosa, que acabou de fazer a palestra “O Poder e a ética no Brasil”, durante o 7º Congresso Internacional de Mercados Financeiros e de Capitais organizado pela BM&FBovespa em Campos do Jordão, interior de São Paulo. Barbosa... Leia mais

Barbosa: não creio no TCU como órgão desencadeador de processo de impeachment

Sábado 29, agosto 2015

Barbosa disse que, para prosseguir com um processo de impeachment, é preciso que as provas sejam “incontestáveis” e que envolvam diretamente o presidente da República O ex-presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) Joaquim Barbosa disse, neste sábado, 29, que não acredita que o Tribunal de Contas da União (TCU) seja um órgão desencadeador de um processo tão grave como o impeachment. “Não acredito no Tribunal de Contas da União como um órgão sério desencadeador de um processo de tal gravidade, o Tribunal de Contas é um playground de políticos fracassados”, disse. Barbosa disse que alguns políticos que não têm a expectativa de se eleger buscam uma “boquinha” na Corte de Contas. “(O TCU) não tem estatura institucional”, afirmou no 7º Congresso Internacional de Mercados Financeiro e de Capitais, organizado pela BM&FBovespa. “Uma das características da prática jurídica brasileira é a dualidade entre o que... Leia mais

Youssef e Costa confirmam repasse de propina a Aécio e Sérgio Guerra

Terça-feira 25, agosto 2015

  Delatores disseram que ex-presidente do PSDB, morto em 2014, recebeu R$ 10 milhões para “abafar” CPI e que atual comandante da sigla recebeu dinheiro desviado de Furnas Durante a acareação na CPI da Petrobras, na tarde desta terça-feira (25), o doleiro Alberto Youssef e o ex-diretor de Abastecimento da Petrobras Paulo Roberto Costa confirmaram que políticos do PSDB receberam recursos desviados da Petrobras e de Furnas. Entre os beneficiados citados pelos delatores, estariam o ex-presidente nacional partido Sérgio Guerra e o senador e atual presidente da sigla, Aécio Neves (PSDB-MG). Youssef confirmou o valor de R$ 10 milhões pagos pela empreiteira Camargo Correia ao então presidente do PSDB, Sérgio Guerra – morto em março de 2014. Costa acrescentou que foi procurado por Sérgio Guerra e pelo deputado Eduardo da Fonte (PP-PE) para tratar do pagamento, que seria destinado a “abafar” a CPI. Em depoimento à CPI, Costa disse que o deputado... Leia mais

Na CPI, Pansera pressiona Youssef e doleiro o aponta como autor de intimidações

Terça-feira 25, agosto 2015

- Pressionado pelo deputado Celso Pansera (PMDB-RJ), o doleiro Alberto Youssef apontou nesta terça-feira, 25, em acareação com o ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa, o próprio peemedebista como autor das intimidações que ele e sua família vêm sofrendo nos últimos meses. Youssef disse que recorreu ao habeas corpus do Supremo Tribunal Federal (STF) para ficar em silêncio porque se sentiu intimidado. O questionamento inicial veio do deputado JHS (SD-AL), que primeiro perguntou se o intimidador estava presente. O delator da Operação Lava Jato confirmou que sim, que conseguia “enxergá-lo”. “Já ficou bem claro que esse parlamentar não está aqui para investigar assunto da Petrobras. Ele está aqui para fazer insinuações e intimidações a respeito da minha intimidade, da minha família. Vim aqui para esclarecer assuntos referentes as operações feitas pela Petrobras”, respondeu. “Até por isso eu pedi ao Supremo o silêncio. Estou... Leia mais

Retrospectiva Governo Lula

Arquivos

Amigos & Amigos