Ministério Público investiga se doleiro pagou propina para os tucanos em SP

Terça-feira 13, janeiro 2015

O Ministério Público de São Paulo abriu investigações para apurar se o doleiro Alberto Youssef, alvo da Operação Lava Jato, intermediou o pagamento de propinas a agentes públicos em contratos de obras no Estado. Os primeiros alvos serão projetos da Sabesp, do Metrô e de refinarias da Petrobras em São Paulo. A Promotoria terá como base a planilha apreendida em março pela Polícia Federal em um imóvel de Youssef que indica obras em território paulista e outros Estados. A tabela com 34 páginas e 747 obras indica as empreiteiras ligadas aos projetos e valores que, segundo os promotores, podem ser de suborno. Após publicação da planilha pela imprensa, no final do ano passado, o promotor de Justiça Silvio Marques pediu que a Promotoria do Patrimônio Público e Social, da qual faz parte, iniciasse as investigações sobre o documento encontrado pela PF. As primeiras análises do material levaram a Promotoria a dividir a apuração em três partes. Uma delas terá como... Leia mais

CGU aponta falhas na gestão de Marta Suplicy no Ministério da Cultura

Terça-feira 13, janeiro 2015

  Apesar de ter disparado críticas à primeira gestão de Juca Ferreira no MinC (Ministério da Cultura), a ex-ministra da Cultura Marta Suplicy também teve problemas à frente da pasta: auditoria da CGU (Controladoria-Geral da União) sobre o ano de 2013 apontou falhas nas ações de fiscalização do ministério. Até mesmo o convênio criticado por Marta na gestão Juca, entre a Cinemateca e a Sociedade Amigos da Cinemateca, não foi fiscalizado pela gestão da petista. Segundo a CGU, uma comissão interna de avaliação, que poderia fazer a análise do convênio, “durante o exercício de 2013 [...] não estava plenamente composta, pois alguns de seus membros não mais possuíam vínculo com o Ministério da Cultura e não houve atuação tempestiva da unidade no sentido de recompô-la”, diz o relatório. O convênio havia sido suspenso em 2013, mas não houve avaliação da sua execução, segundo a CGU. A auditoria da controladoria foi focada na Secretaria de... Leia mais

Kassab? Katia? Barbalho? Conheça os 13 novos ministros de Dilma

Quinta-feira 25, dezembro 2014

Katia Abreu (PMDB-TO), Ministério da Agricultura A senadora reeleita por Tocantins Kátia Abreu, agora atuando pelo PMDB, deixou de lado seu passado de oposição ao PT para ser a primeira mulher a comandar o Ministério da Agricultura. Formada em psicologia, Kátia Abreu assumiu trabalhos ligados ao campo em 1987. Seis anos depois, passou a atuar em entidades de classe, começando com o Sindicato Rural de Gurupi, notabilizando-se por atividades relacionadas à pecuária, o que acabou levando-a para a presidência da federação da agricultura de Tocantins. Em 2005, elegeu-se vice-presidente de secretaria da CNA (Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil), cargo que antecedeu a atual posição de presidente da entidade que representa agropecuaristas no Brasil. Um ano depois, ela foi eleita senadora, com mais de 330 mil votos, pelo então PFL (depois DEM), fazendo franca oposição ao PT do então reeleito presidente Lula, a quem criticou no passado, entre outras coisas,... Leia mais

Jobim é consultor no caso da Lava-Jato

Quarta-feira 17, dezembro 2014

O ex-presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) e ex-ministro da Defesa e da Justiça Nelson Jobim atua como consultor jurídico para as empreiteiras Odebrecht e OAS na operação Lava-Jato, que investiga o maior caso de corrupção já apurado no Brasil. Jobim atua no caso desde, pelo menos, o começo do segundo semestre, apurou o Valor com fontes distintas envolvidas no caso. Nelson Jobim foi presidente do Supremo Tribunal Federal (2004 a 2006), durante o governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e ministro da Defesa (2007 a 2011) da Defesa nas gestões Lula e Dilma Rousseff (PT); foi nomeado ministro do STF em 1997, e ministro da Justiça (1995 a 1997), no governo de Fernando Henrique Cardoso. A reportagem apurou que Jobim e o ministro do Supremo, Teori Zavascki, conversaram ao menos uma vez no Supremo sobre a operação Lava-Jato. Eles também foram vistos juntos há cerca de dois meses no restaurante A Bela Sintra, na região dos Jardins, em São Paulo. Gaúcho como... Leia mais

A investigação do cartel de trens de São Paulo…Todos soltos

Sábado 6, dezembro 2014

  Um suposto esquema de corrupção que atinge  o governo do PSDB de São Paulo. O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (CADE) anunciou que 18 empresas nacionais e estrangeiras, além de 109 pessoas, estão sendo investigadas por formação de cartel que agiu na venda e reforma de trens para companhias públicas paulistas  A suspeita é que as empresas e seus funcionários tenham atuado irregularmente em ao menos 15 operações de comercialização de trens e de serviços entre os anos de 1998 e 2013, o que teria lesado os cofres públicos em 9,4 bilhões de reais. Apenas para efeito de comparação, esse valor é maior do que o orçamento anual de vários Estados brasileiros como o de Sergipe (orçamento de 8,3 bilhões de reais) ou do Piauí (7,7 bilhões de reais), ambos no Nordeste. Conforme uma nota técnica publicada no Diário Oficial da União, as investigações começaram em maio de 2013, após a multinacional alemã Siemens e alguns de seus funcionários... Leia mais

Retrospectiva Governo Lula

Arquivos

Amigos & Amigos