Imóveis de filho de presidente do TCU somam R$ 13 milhões

Quinta-feira 16, julho 2015

  Alvo da Operação Politeia, o advogado Tiago Cedraz, de 33 anos, ergueu patrimônio milionário à frente de uma banca que atua no Tribunal de Contas da União (TCU), presidido pelo pai, Aroldo Cedraz. Em menos de três anos, Tiago fechou a compra de imóveis de quase R$ 13 milhões e, até abril, figurava como dono de um jato Cessna de dez assentos, conforme levantamento do jornal “O Estado de S. Paulo”. A maior parte dos bens foi adquirida por meio da Cedraz Administradora de Bens Próprios, criada em sociedade com a mãe, Eliana Leite Oliveira, mulher do ministro. Formado em 2006, Tiago é influente no órgão dirigido pelo pai, embora não atue formalmente nos processos que seu escritório mantém na corte – outros advogados atuam nos autos. Conforme autoridades do TCU, Tiago circula por gabinetes discutindo processos e a montagem de equipes nomeadas pelo pai. A atuação de Tiago está sob suspeita desde a delação do dono da UTC, Ricardo Pessoa, na... Leia mais

Ações envolvidas na operação Zelotes totalizam R$ 19 bilhões, aponta Levy

Quarta-feira 15, julho 2015

O ministro da Fazenda, Joaquim Levy, afirmou nesta quarta-feira, 15, que não sabe se o banco Bradesco passa por algum julgamento no Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (Carf). Antes de assumir o comando da Fazenda, Levy era diretor-superintendente do Bradesco Asset Manegement (Bram). Em audiência pública na Câmara sobre a Operação Zelotes, que investiga irregularidades nas decisões do Carf, Levy foi questionado se sabia de algum julgamento com participação do Bradesco. “Não tenho a menor ideia do que acontece ou o que deixa de acontecer com o Bradesco e prefiro continuar assim”, respondeu. Sobre a operação, o ministro ressaltou que as ações envolvidas na investigação totalizam R$ 19 bilhões (e não R$ 74 bilhões como originalmente informado pelo ministro) em processos e envolvem 74 empresas. Ele ressaltou que o ministério acompanha o trâmite judicial. “Estamos acompanhando os procedimentos da Justiça, não adianta querer... Leia mais

O crescimento da Indústria Brasileira de Higiene Pessoal

Terça-feira 14, julho 2015

 O crescimento da Indústria Brasileira de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos colocou o país no terceiro lugar entre os principais mercados do mundo, abaixo apenas dos EUA e do Japão. O faturamento líquido deflacionado, entre 1996 e 2011, passou de R$ 4,9 bilhões (1996) para R$ 29,4 bilhões (2011). No mesmo período, cresceu cerca de três vezes mais do que o PIB e quatro vezes mais do que a Indústria em geral, conforme dados da Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos (ABIHPEC). Os preços do setor, entre 2007 e 2011, cresceram 3,3% no segmento de higiene e 2,7% no segmento de beleza. No mesmo período, o Índice de preços ao consumidor (FIPE) cresceu 5,3%. Em relação à balança comercial, o setor apresentou saldo superavitário 2,25 vezes maior, entre 2002 e 2011. Há 1.659 empresas atuando neste mercado, das quais 20 empresas de grande porte, com faturamento líquido acima dos R$ 100 milhões e que representam 73% do... Leia mais

Alvo da Lava Jato é filho de investigado na Operação Zelotes

Terça-feira 14, julho 2015

O alvo de mandado de busca e apreensão no âmbito da Lava Jato nesta terça-feira Francisco Maurício Rabelo de Albuquerque Silva Filho, é filho de Francisco Maurício Rabelo de Albuquerque Silva, que já figura como investigado na Operação Zelotes. Segue texto corrigido: Alvo de mandado de busca e apreensão no âmbito da Operação Lava Jato cumprido pela Polícia Federal na manhã desta terça-feira, 14, Francisco Maurício Rabelo de Albuquerque Silva Filho é filho do conselheiro do Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (Carf) Francisco Maurício Rabelo de Albuquerque Silva, que já figura como investigado em outra operação da PF. A Operação Zelotes, deflagrada em março deste ano, investiga processos relatados por Albuquerque Silva, pai também do líder do PP na Câmara, Eduardo da Fonte (PP-PE). Francisco Maurício Silva Filho também é sócio do irmão Eduardo da Fonte na ADPL Motors. Tanto a empresa quanto a residência do empresário foram alvo de busca e... Leia mais

Alvo de operação da PF, sócio de Eduardo Campos pede afastamento da Copergás

Terça-feira 14, julho 2015

Alvo de mandado de busca e apreensão executado pela Polícia Federal na manhã desta terça-feira, 14, em Recife, o empresário Aldo Guedes Álvaro pediu afastamento do cargo de presidente da Companhia Pernambucana de Gás (Copergás), empresa de capital misto que tem participação do governo de Pernambuco. Policiais federais estiveram na casa do empresário e em uma de suas empresas, a Jacarandá Negócios e Participações, A ação faz parte da Operação Lava Jato, que investiga esquema de corrupção envolvendo a Petrobras. Álvaro era sócio de uma fazenda do ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos (PSB), morto em um acidente aéreo em agosto do ano passado. A Polícia Federal já investigava se Álvaro era o verdadeiro dono do avião, que caiu em 13 de agosto de 2014 em Santos (SP). O empresário pediu afastamento do cargo na Copergás “para preservar os interesses da companhia”. A informação foi divulgada pelo governo de Pernambuco em nota no início da... Leia mais

Retrospectiva Governo Lula

Arquivos

Amigos & Amigos