Propina Siemens: PF abre caminho para investigar políticos do PSDB

Sábado 7, dezembro 2013

Os responsáveis pela investigação da Policia Federal sobre a denúncia de propina em contratos do metrô e da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CP TM) de São Paulo pediram à Justiça Federal que o inquér ito sobre o caso seja transferido para Brasília, de forma a permitir a investigação de políticos com mandato e que, portanto, têm prerrogativa de foro. A informação é do “Jornal Nacional”, da Rede Globo. Segundo a reportagem, o delegado que responde pelo caso teria argumentado que um dos denunciantes do cartel, em um novo depoimento prestado à PF, teria voltado a citar nomes de políticos que exercem seus mandatos. O Ministério Público Federal e a Justiça Federal devem se manifestar sobre o pedido nos próximos dias, segundo o “JN”. A operação de multinacionais nas licitações do sistema metroviário também é investigada pelo Ministério Público Federal, pelo Ministério Público Estadual e pelo Conselho Administrativo de... Leia mais

Procurador-geral do Cade diz que envolvidos na delação do caso Siemens correm risco

Terça-feira 3, dezembro 2013

  Integrantes do Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica) sabatinados nesta terça-feira (3) no Senado criticaram as decisões da Justiça de divulgar o acordo de delação firmado entre o conselho e a empresa Siemens, no caso do cartel do metrô de São Paulo. Procurador-geral do Cade, Gilvandro Vasconcelos de Araújo disse que o vazamento pode trazer riscos aos envolvidos. “No caso Siemens, no site da Justiça Federal saiu o nome da empresa do acordo. Isso é muito sério, porque as pessoas físicas passam a ter risco de vida. Isso é risco para o acordo de leniência em si. O Cade foi questionado sobre isso se concordava, claro que não”, afirmou o procurador, sem dar mais detalhes. Ninguém na sabatina fez mais perguntas em cima da declaração. Segundo Araújo, o acordo de leniência firmado entre o Cade e a Siemens no caso do cartel de São Paulo é “instrumento legítimo” para a obtenção de provas em infrações de cartelização.... Leia mais

Filho de senador senador Zezé Perrella, o deputado Gustavo Perrella, sabia sobre voo, diz advogado de piloto preso com drogas

Terça-feira 26, novembro 2013

  O advogado Nicácio Tiradentes, que defende o piloto Rogério Almeida Antunes, rebateu a acusação de que seu cliente teria roubado a aeronave da empresa do deputado estadual Gustavo Perrella (SDD-MG), filho do senador Zezé Perrella (PDT-MG), para fazer transporte de drogas. Antunes foi preso no último domingo (24) em uma fazenda no interior do Espírito Santo enquanto transportava mais de 400 kg de cocaína em um helicóptero da família Perrella. Ele era funcionário da empresa Limeira Agropecuária, da qual o deputado é sócio. Piloto preso com drogas foi indicado por deputado para Assembleia de Minas O advogado disse que seu cliente recebeu uma oferta para fazer um frete e ligou para o deputado para pedir autorização para o serviço, já que o helicóptero pertence à empresa de Perrella. Mas disse seu cliente não sabia que se tratava de droga. “O deputado não poderia dizer que o meu cliente é ladrão”, disse o advogado. “Ele [Antunes] pediu... Leia mais

Justiça determina afastamento de secretário da Saúde de Eduardo Campos

Terça-feira 26, novembro 2013

  A Justiça Federal em Pernambuco determinou o afastamento imediato do secretário da Saúde de Pernambuco, Antônio Figueira (PSB), alçado ao cargo no final de 2011 pelo governador Eduardo Campos (PSB). O juiz Roberto Nogueira, da 1ª Vara Federal no Recife, considerou que a nomeação de Figueira feriu princípios da impessoalidade e da moralidade, porque ele presidiu, até a véspera de sua nomeação para o governo, o Imip (Instituto de Medicina Integral Professor Fernando Figueira), organização social que administra a maior parte dos serviços de saúde do Estado. Mesmo depois de se afastar da direção do Imip, Figueira continuou, segundo o juiz, a ter ligações com a entidade. Isso porque é filho do fundador, possui parente no comando do instituto e está afastado apenas temporariamente da entidade. O secretário é citado como um dos possíveis candidatos do PSB ao governo do Estado em 2014. A sentença, desta segunda-feira (25), é resultado de ação popular... Leia mais

Alckmin diz que ‘não tem sentido’ afastar secretários envolvidos em denúncia

Quinta-feira 21, novembro 2013

  O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), afirmou na tarde desta quinta-feira, 21, que não pretende afastar os secretários citados em depoimento do ex-diretor da Siemens Everton Rheinheimer. “Não tem sentido afastar (os secretários), já que não tivemos acesso aos documentos”, disse. De acordo com o governador, ele ficou sabendo das denúncias pela imprensa  e quer provas. Questionado se ele manteria os secretários no caso durante todo o processo de investigação, o governador disse que é preciso ter provas para punir. Leia mais

Retrospectiva Governo Lula

Arquivos

Amigos & Amigos