Lula em Angola

Sábado 2, julho 2011

Lula em Angola

Na quinta-feira, Lula visitou as obras de um grande programa habitacional do governo angolano chamado Programa de Realojamento das Populações (PRP). Foi na nova cidade do Kilamba Kiaxi, onde está em construção 20 mil apartamentos, 24 creches e jardins de infância, 9 escolas primárias e 8 secundárias, além estacionamento, pontos de ônibus e lojas. Na sexta-feira, Lula almoçou com o presidente do país, José Eduardo dos Santos. Depois fez uma palestra com o tema “Desenvolvimento do Brasil: um modelo possível para África”, dentro das comemorações do décimo aniversário do Centro de Estudos Estratégicos de Angola (CEEA). Na palestra, Lula manifestou sua disposição em trabalhar para ajudar Angola na implementação de políticas de solidariedade e cooperação científica e tecnológica. Ele defendeu a necessidade dos ministros angolanos e brasileiros efetuarem visitas recíprocas para troca de experiência e conhecerem melhor a realidade de cada país, visando... Leia mais

Arruda pagou R$ 9 milhões indevidos para jogo da CBF. E Aécio? Pagou quanto?

Sexta-feira 1, julho 2011

Arruda pagou R$ 9 milhões indevidos para jogo da CBF. E Aécio? Pagou quanto?

Alô bloco “Minas sem censura”, vejam só essa: A Tv Record levou ao ar reportagem mostrando que o Ministério Público quer de volta os R$ 9 milhões que o governo do Distrito Federal (na gestão de José Roberto Arruda) gastou para promover um jogo da seleção brasileira contra Portugal em Brasília (DF), em um contrato com uma empresa que não prestou os serviços, e cuja sócia teve negócios com Ricardo Teixeira. Este jogo em Brasília foi em novembro de 2008. Poucos meses antes, em junho de 2008, o então governador de Minas Gerais, Aécio Neves (PSDB/MG), promoveu o jogo Brasil X Argentina no Mineirão. Aécio reuniu-se com Ricardo Teixeira, em 14 de maio daquele ano, para fechar a “parceria” entre o governo de Minas e a CBF na promoção do jogo. A própria assessoria de imprensa do governo Aécio (confira aqui) narrou as declarações após a reunião: Na época Aécio declarou: ““Eu quero de público agradecer o presidente Ricardo Teixeira... Leia mais

Bernardo articula nova parceria Eletrobras-Telebrás

Quinta-feira 30, junho 2011

Bernardo articula nova parceria Eletrobras-Telebrás

O ministro das comunicações, Paulo Bernardo, concedeu entrevista coletiva sobre o acordo de adesão da Oi, Telefonica, CTBC e Sercomtel ao Plano Nacional de Banda Larga, onde as operadoras vão oferecer 1 mbit/s ao preço de R$ 28,90 (ou R$ 35 nos estados onde os governadores não isentarem o ICMS). Na entrevista o ministro falou uma novidade: o ministério articula nova parceria entre a Eletrobras e a Telebrás, com interesse da primeira em constituir nova empresa subsidiária, para ampliar a infra-estrutura da rede nacional operada pela Telebrás. Leia mais

Pobre não vai ter que esperar: Banda larga a R$ 35 chega em julho

Quinta-feira 30, junho 2011

Oi, Telefônica, CTBC e Sercomtel já fecharam acordo com o governo federal, para iniciar a oferta de conexão de 1 Mbps a R$ 35 em um mês sem isenção de ICMS, ou R$ 29,80 nos Estados que isentarem o imposto. Sem dinheiro público. O acordo que o governo está fazendo com as empresas de telecomunicações representará a duplicação da velocidade mínima inicialmente prevista para o PNBL (512 Kbps) já a partir de 2011, colocando como meta para 2014, velocidades de 5 megabis/s, ou seja, 10 vezes o que havia sido definido quando do lançamento do PNBL. Além disso, haverá a redução pela metade do preço médio da banda larga de 1 Mbps praticado no Brasil. Pesquisa realizada pela FIRJAN, em março, apontou que o preço médio da conexão com velocidade de 1 mega, no Brasil era de R$ 70,85. O preço de R$ 35,00, estabelecido no acordo, será ligeiramente inferior ao cobrado por velocidade equivalente nos EUA, por exemplo. Governo Dilma  vai   duplicar  a velocidade, pela... Leia mais

R$ 2 bilhões em bolsas de ensino técnico até 2012 (se o Congresso trabalhar rápido)

Quinta-feira 30, junho 2011

Em audiência realizada na Câmara dos Deputados para discutir o PRONATEC (Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego), o ministro da Educação, Fernando Haddad, disse que poderão ser destinados R$ 2 bilhões na oferta de bolsas-formação para alunos do ensino profissionalizante até 2012. Para isso, é preciso que o projeto seja aprovado este ano pelo Congresso. O texto tramita em regime de urgência constitucional e tranca a pauta do Plenário. O Pronatec prevê: - atender até 8 milhões de pessoas até 2014; - expansão das vagas em escolas públicas (o objetivo do Governo Dilma é inaugurar outras novas 200 escolas técnicas até 2014.); - oferta de bolsas aos estudantes na rede privada de ensino técnico. O objetivo do programa, segundo Haddad, é garantir educação de tempo integral aos jovens que frequentam o ensino médio, com o cumprimento do currículo normal somado ao ensino de uma profissão em outro período. A ideia é que as bolsas cubram todos os... Leia mais

Retrospectiva Governo Lula

Arquivos

Amigos & Amigos