Isso é Marina

Quinta-feira 28, agosto 2014

  Na eleição presidencial de 2010, a candidata Marina, que o vice era o Guilherme Leal, dono da Natura que mora há décadas em Londres(isso talvez explique em 2012, Marina aparecer do nada na abertura dos Jogos Olímpicos de Londres, carregando a Bandeira do Brasil), teve baixa votação e ficou em terceiro lugar, perdeu para Dilma e Serra, no Acre, sua terra natal. Seria um alerta do povo do Acre, tipo: “Quem conhece não gosta”? O vice de Marina disse: “Não tem explicação”. Se ela é tão boa como ela diz que é, por que ficou em terceiro lugar ma sia terra natal? A ambientalista Marina disse que está buscando parceiros para fazer uma “nova política”. Até agora, ela encontrou o Serra, Heráclito Fortes, o Bornhausen, Jarbas Vasconcellos, Pedro Simon, e a busca continua. O vice de Marina, Beto Albuquerque, votou a favor da soja transgênica da multinacional dos EUA, Monsanto, é financiado pela indústria de armas, bebidas e pelo... Leia mais

72% já definiram voto

Quinta-feira 28, agosto 2014

  Levantamento aponta que três em cada quatro eleitores têm decisão tomada A pesquisa MDA, divulgada ontem pela Confederação Nacional do Transporte (CNT), apontou que 72,9% dos entrevistados já definiram os votos na corrida presidencial. Outros 26% disseram que ainda podem mudar de candidato e apenas 1,1% das pessoas disseram que não sabem em quem votarão ou não responderam ao questionamento. O levantamento registrou também o porcentual de definição de voto, segundo o candidato citado na intenção de voto. A presidente Dil-ma Rousseff tem 76,9% do porcentual de voto definido, a candidata do PSB, Marina Silva, 74,1%, e o candidato do PSDB, Aécio Neves, 64,2%. Em quem disse que ia votar em nulo ou em branco, o índice ficou em 77,6%. “DE JEITO NENHUM” A pesquisa também mostrou que 45,5% dos entrevistados não votariam “de jeito nenhum” na presidente Dil-ma, 40,4% no tucano Aécio Neves e 29,3%, em Marina Silva . O questionamento busca avaliar... Leia mais

Marina voava no jatinho fantasma, mas,põe a culpa no comitê

Quinta-feira 28, agosto 2014

  A candidata à Presidência da República Marina Silva (PSB) voltou a se esquivar sobre a responsabilidade pelos negócios envolvendo o uso da aeronave Cessna Citation, que caiu em 13 de agosto, matando o Eduardo Campos e mais seis pessoas. Segundo Marina, o ressarcimento pelo empréstimo que bancou o moderno jatinho, assim como a declaração dos valores à Justiça Eleitoral, seriam feitos até o encerramento da campanha, pelo comitê financeiro de Campos. “Tínhamos a informação de que era um empréstimo cujo ressarcimento seria feito no prazo legal. Existem três formas de fazer o provimento da campanha: o comitê financeiro do partido, o do candidato e o da coligação. Nesse caso, era o do candidato”, explicou. Confrontada com a informação de que empresas fantasmas e laranjas poderiam ter participado da aquisição do jato, a ex-ministra do Meio Ambiente repetiu que não tinha qualquer informação sobre “qualquer ilegalidade referente à postura... Leia mais

PF descobre que dono de jato foi beneficiado por deecreto de Eduardo campos

Quinta-feira 28, agosto 2014

A Polícia Federal (PF) descobriu que uma das empresas envolvidas na compra do jato Cessna usado pela campanha do PSB à Presidência da República foi beneficiada por decreto assinado pelo então governador de Pernambuco Eduardo Campos em setembro de 2011. Segundo a investigação solicitada pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) à PF, Campos ampliou incentivos fiscais concedidos à Bandeirantes Companhia de Pneus Ltda, que na ocasião era denominada Bandeirantes Renovação de Pneus. O decreto do ex-governador eliminou limites de importação de pneus à empresa, estabelecidos na gestão anterior à de Campos. O jato Cessna caiu em Santos há duas semanas matando Campos e outras seis pessoas. A AF Andrade, registrada na Anac como proprietária do avião, informou ao órgão que vendeu o jato para grupo de empresários de Pernambuco. A Bandeirantes Companhia de Pneus Ltda está em nome de Apolo Santana Vieira. Ele é réu por sonegação fiscal na aquisição de pneus... Leia mais

Marina usou jato acidentado de Campos

Quarta-feira 27, agosto 2014

  A candidata a presidente Marina Silva (PSB) usou o jato Cessna Citation pago com dinheiro de empresas fantasmas, que caiu no dia 13, em Santos (SP), matando Eduardo Campos e outras seis pessoas. No dia 26 de julho, a candidata desembarcou da aeronave no aeroporto de Juiz de Fora (MG) ao lado de Campos. Na data, ela ainda era candidata à vice, e cumpriu agenda na região ao lado dos candidatos locais do PSB e inaugurou uma Casa Eduardo e Marina. Imagem feita pela TV Integração, afiliada da rede Globo local, mostra os dois no momento do desembarque. Abaixo da janela ao lado da porta do jato é possível ver a marca do Cessna Citation. Três dias após o acidente, Marina declarou ter sido uma “providência divina” não ter embarcado no mesmo voo de Campos. Ela havia sido convidada pelo ex-governador, mas preferiu seguir em outra aeronave, para São Paulo. O avião, avaliado em US$ 8,5 milhões, era usado desde 15 de maio pelo candidato do PSB. O empréstimo ou... Leia mais

Marina e vice divergem em temas como índios e cigarro

Terça-feira 26, agosto 2014

  Unidos na chapa presidencial do PSB, Beto Albuquerque e Marina Silva têm demonstrado pontos de vistas divergentes. O deputado federal defendeu no parlamento projetos totalmente opostos às ideias de sua parceira de partido. Destacam-se: casamento gay, energia nuclear, demarcação de terras indígenas como atribuição do Congresso e a indústria do tabaco. Em 2003, Albuquerque apoiou requerimento do deputado Sarney Filho (PV-MA) pedindo a realização de audiência pública na Câmara para discutir o “potencial técnico e econômico extraordinário a ser desenvolvido pelo Brasil na área nuclear” a partir de Angra 3. Marina refutou a energia nuclear na sua campanha de 2010. Ela voltou a confrontar a fonte energética em 2011, após o acidente na usina de Fukushima, no Japão, sugerindo um plebiscito sobre o tema. Segundo Marina, na ocasião, a “sensação de segurança e controle com essas usinas é uma ilusão”. Outro tema polêmico defendido por... Leia mais

PSDB contrata atriz para raspar a cabeça e falar de câncer no programa eleitoral

Segunda-feira 25, agosto 2014

  Através de uma famosa agência, o PSDB contratou uma atriz para raspar a cabeça e falar de câncer no programa eleitoral do candidato à reeleição ao governo de São Paulo, Geraldo Alckmin. A oferta da ‘vaga’ foi feita pelo Facebook da Relíquia Casting, uma empresa de pesquisa e produção de elenco que tem clientes importantes pelo país. O post convocava mulheres de 25 a 35 anos, castanhas ou loiras, para que mandassem fotos para o email da agência. Procurada pelo blog Olho Neles, a própria Relíquia Casting confirma que houve a seleção, a escolha e a gravação, que se deu no fim de semana. O cachê da mulher que raspou a cabeça foi de R$ 2.010 líquidos, de acordo com a publicação, que foi apagada algumas horas depois de ir ao ar, na sexta-feira (22).  O caso gera polêmica por vários aspectos. O primeiro, por levar a uma interpretação de que a atriz iria simular ter câncer, colocando em dúvida a veracidade sobre os personagens que aparecem no... Leia mais

Empresários reclamam, mas Brasil ainda é a terra do lucro animal

Segunda-feira 25, agosto 2014

  Vejam esses números a respeito de um certo país. O lucro líquido somado de 362 empresas de capital aberto cresceu, no segundo trimestre de 2014, 11,46% com relação ao mesmo período do ano passado. Subiu de cerca de R$ 35 bilhões para R$ 39,3 bilhões. Se as empresas estatais saírem do cálculo, as cifras são mais impressionantes. Na comparação dos mesmos períodos, os valores avançaram de R$ 21,4 bilhões em 2013 para R$ 31,6 bilhões neste ano, um salto de 47,58%! Os dados são de uma consultoria respeitada, a Economática. Referem-se, isso mesmo, ao Brasil. Estatística de consultor, bem entendido, não é artigo propriamente em alta. Mas isso sobretudo quando o assunto são previsões. É aí que o pessoal costuma se esborrachar feio. No caso, porém, não se trata de projeções. Estamos diante de números realizados, contabilizados e divulgados. Dinheiro que já entrou no bolso, limpinho, limpinho (às vezes nem tanto…) Virou chavão nos últimos tempos... Leia mais

Campos usou outro jatinho de empresário investigado pela PF

Segunda-feira 25, agosto 2014

Em maio, então candidato do PSB viajou em aeronave-comprada por Apoio Vieira, envolvido em negócio do avião que caiu em Santos  Uma das empresas investigadas na compra do jato Cessna Citation 500 XLS, que caiu matando o candidato a presidente pelo PSB, Eduardo Campos, e outras seis pessoas, a Bandeirantes Companhia de Pneus Ltda. tem em seu nome outra aeronave que, em maio, foi usada pelo ex-governador de Pernambuco durante visita de pré-campanha na Bahia.  Trata-se do Leaijet 45, prefixo PP-ASV, que Campos usou no dia 20 de maio, em visita a Feira de Santana. Em fotografia retirada pela imprensa durante sua chegada é possível ver a aeronave.  Mais modesto que o Citation 560 XLS, o avião biorreator usado pelo candidato naquele dia está registrado na Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) em nome da Bandeirantes, que tem sede em Pernambuco, e pertence a Apoio Santa Vieira. Pelo regi stro na Anac, o Learjet 45 foi financiado pela Bandeirantes. Como foi comprado por... Leia mais

PF vai investigar se avião foi comprado com uso de caixa dois

Domingo 24, agosto 2014

  Depois de se deparar com uma empresa de fachada e empresários sem condições econômica para comprar um avião de R$ 18,5 milhões, a Polícia Federal vai apurar se a aeronave que caiu com o candidato à Presidência Eduardo Campos (PSB) foi comprada com dinheiro de caixa dois de companhias ou do próprio partido. O avião pertence ao grupo A. F. Andrade, dono de usinas de açúcar que está em recuperação judicial, com dívidas de R$ 341 milhões. No dia 15 de maio deste ano, um empresário de Pernambuco e amigo de Campos, João Carlos Lyra de Melo Filho, assinou um compromisso de compra da aeronave e posteriormente indicou as empresas BR Par e a Bandeirantes Pneus para a assumir dívidas de US$ 7 milhões (R$ 16 milhões) junto à Cesnna. A BR Par não existe no endereço que aparece no seu registro na Junta Comercial, na avenida Faria Lima, em São Paulo. Já a Bandeirantes foi recusada pela Cessna por falta de capacidade econômica. MAIS SUSPEITAS Além do limbo... Leia mais

Quem decifra Marina?

Domingo 24, agosto 2014

  Oficializada como candidata pelo PSB, Marina Silva entra no jogo eleitoral e demonstra fôlego para chegar à Presidência, mas hoje é uma espécie de esfinge política. Repleta de contradições, já provocou baixas em sua própria base de apoio Revista IstoÉ A PRIMEIRA BAIXA O secretário-geral do PSB, Carlos Siqueira, deixou a campanha depois de se desentender com Marina Silvaft;”>Candidata oficial do PSB à Presidência da República desde a quarta-feira 20, Marina Silva vem provocando um reboliço no cenário eleitoral. Pesquisas de opinião indicam que a ex-senadora tem fôlego para superar o desempenho obtido na campanha de 2010 e até chegar a um segundo turno. Tais chances ficarão mais claras quanto maior for o conhecimento do eleitor sobre suas ideias e convicções. É aí que moram os problemas da candidata. Marina é uma personagem ainda enigmática e repleta de contradições – uma espécie de esfinge política. A evangélica fervorosa de... Leia mais

Será que ela é amiga dos negócios?

Domingo 24, agosto 2014

A candidatura de Marina Silva foi recebida com certa euforia pelo mercado financeiro Mas ainda se sabe pouco do que ela pensa sobre economia A ascensão de Marina Silva foi recebida com um misto de euforia e preocupação no mundo dos negócios. Ao mesmo tempo que sua candidatura trouxe de volta velhos fantasmas, especialmente para o agronegócio, alvo preferido de seu ativismo ambiental (leia a entrevista com a senadora Kátia Abreu na página 36), ela foi recebida até com certa euforia no mercado financeiro. Da mesma forma que as cotações desabaram quando a presidente Dilma Rousseff subiu nas pesquisas eleitorais, como reflexo da resistência dos investidores à sua reeleição, elas decolaram com a entrada de Marina na disputa, sobretudo com a divulgação de uma pesquisa do Datafolha que a mostrava como vencedora se enfrentasse Dilma no segundo turno. Foram seis dias seguidos de alta nos pregões, um fenômeno raro no atual governo. Na quinta-feira, o índice Bovespa, que... Leia mais

TSE proíbe Aécio de usar slogan ‘vem pra urna’

Domingo 24, agosto 2014

  O ministro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) Tarcísio Vieira de Carvalho concedeu liminar neste sábado que impede o candidato tucano Aécio Neves de usar o slogan e a hashtag “Vem Pra Urna” durante a campanha política. O slogan já é usado pela Justiça Eleitoral para incentivar a população a votar nas eleições deste ano. O ministro entendeu que a utilização de slogan de campanha institucional do judiciário pode induzir o eleitor em erro “soando despropositada a sua apropriação em campanha eleitoral”. O caso foi levado ao Tribunal por meio de representação apresentada pela coligação Com a Força do Povo, da presidente e candidata do PT, Dilma Rousseff. A alegação foi de que a campanha do tucano usou, no site oficial da coligação e nas redes sociais, campanha com o mesmo slogan e hashtag da Justiça Eleitoral. Crime O uso de símbolos, frases ou imagens associadas ou semelhantes às usadas por órgão de governo constitui crime,... Leia mais

Bate boca de mulheres de candidatos pelas redes sociais marca a semana em MT

Domingo 24, agosto 2014

  A campanha para o governo do Estado de Mato Grosso ganhou durante esta semana um ingrediente nas redes sociais entre duas mulheres de dois dos cinco candidatos ao governo do Estado, a advogada Samira Martins, mulher do candidato Pedro Taques (PDT) que encabeça a coligação “Coragem e Atitude para Mudar”, e a mulher do candidato José Riva (PSD), pela coligação “Viva Mato Grosso”, Janete Riva. As duas trouxeram à tona antigas operações policiais que resultaram em prisões de políticos, empresários, advogados, apoiadores e familiares dos dois candidatos. Tudo começou quando o candidato José Riva disse, disse durante entrevista numa TV local, que Taques e a mulher dele são investigados pela operação Ararath, da Polícia Federal, que investiga crimes financeiros. Procurado pela imprensa, Taques disse que não batia boca “com presidiário”.  O candidato Riva foi preso na 5ª fase da operação Ararath, da Polícia Federal, em maio. No dia seguinte às... Leia mais

Candidatos podem se inscrever para vagas não preenchidas no ProUni

Terça-feira 19, agosto 2014

  Podem participar os candidatos que se inscreveram, em todas as opções, em cursos cujas turmas não foram formadas, e os professores da rede pública que estiverem excercendo o magistério da educação básica Começam nesta segunda-feira (18) as inscrições para as vagas remanescentes do Programa Universidade para Todos (ProUni), da edição do segundo semestre. O candidato deve manifestar interesse pela internet, na página do ProUni. Esse procedimento é novo e as regras foram publicadas pelo Ministério da Educação na sexta-feira (15). Podem participar os candidatos que se inscreveram, em todas as opções, em cursos cujas turmas não foram formadas, e os professores da rede pública que estiverem excercendo o magistério da educação básica. Os prazos de inscrição variam conforme a situação do candidato. Vai até 7 de setembro para o estudante não matriculado no curso da instituição de educação superior em que deseja se inscrever para a bolsa remanescente... Leia mais

Credit Suisse: Dilma é a favorita para ganhar pleito

Terça-feira 19, agosto 2014

  A presidente Dilma Rousseff (PT), candidata à reeleição, é a favorita para ganhar o pleito deste ano, na avaliação do banco Credit Suisse. De acordo com o vice-presidente da instituição no Brasil, Leonardo Fonseca, essa perspectiva se dá, entre outros motivos, pela estabilidade na aprovação boa ou ótima do governo no último trimestre, pelo maior tempo de televisão que a petista terá em relação aos adversários e pelo próprio histórico de reeleições anteriores. Com base em cruzamento de dados de pesquisas com a conversão dos níveis de aprovação do governo em votos para o candidato, Fonseca afirmou que, em eleições anteriores, presidentes que tinham avaliação do governo “bom” ou “ótimo” de 32% a 100%, como é o caso de Dilma, foram reeleitos. Segundo ele, historicamente a vitória da oposição só se dá quando esse nível de avaliação varia de zero a 18% dos eleitores. Quando essa porcentagem está entre 18% e 32%, o... Leia mais

PT pede investigação por atuação de servidor tucano

Terça-feira 19, agosto 2014

O Diretório Nacional do PT entrou na segunda-feira, 18, com uma representação no Ministério Público Federal pedindo a instauração de um inquérito civil para verificar se o senador Aécio Neves (PSDB), candidato à Presidência, cometeu atos de improbidade administrativa ao levar o servidor de seu gabinete no Senado, Luiz de Melo Alvarenga Neto, a eventos de campanha. Nomeado em 2011 como secretário parlamentar, o jornalista esteve presente em quase todos os eventos de campanha do candidato tucano desde a oficialização do processo eleitoral, mas só foi exonerado no dia 31 de julho, 25 dias após o início da campanha. A participação de Alvarenga na campanha foi relatada pelo jornal “O Estado de S. Paulo” no dia 13 de agosto. O PT argumenta haver “evidente desvio de finalidade do ato administrativo, com prejuízo ao erário” e pede ao Ministério Público que sejam apuradas a aplicação de recursos públicos para o pagamento do servidor,... Leia mais

Barroso anula decisão sobre leilão de bens bloqueados do mensalão

Terça-feira 19, agosto 2014

  O ministro Luis Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF), anulou decisão do ex-presidente da Corte, Joaquim Barbosa, que em junho havia determinado o leilão de bens bloqueados do publicitário Marcos Valério Fernandes de Souza e de empresas e outros réus ligados a ele. Condenado por envolvimento com o esquema do mensalão, o publicitário cumpre pena de mais de 37 anos de prisão. No seu despacho, Barroso concluiu que esse tipo de decisão tem de ser tomada por um juiz da vara encarregada da execução da pena e não pelo STF. “Todas as matérias que esta Corte não tenha expressamente reservado para si deverão ser conduzidas pelo Juízo competente para a execução”, afirmou. O ministro determinou que sejam encaminhadas à vara de execução cópias do caso para que o juiz tome uma decisão sobre o destino dos bens. Antes de ter determinado a realização do leilão, Joaquim Barbosa havia tornado indisponíveis contas bancárias, imóveis, carros de... Leia mais

Aonde vai Marina

Segunda-feira 18, agosto 2014

Marina não é a mesma de 2010  Na sequência imediata de eventos como a morte de Eduardo Campos, poucas certezas se impõem. Já as incógnitas se multiplicam. Qualquer enquete ou pesquisa feita “à quente” sob o impacto do desastre aéreo será de pouca serventia. O efeito da comoção causada pelo acidente inevitavelmente terá um peso significativo, o que torna os números descartáveis em termos de previsões do cenário político. Nem sempre é assim. Um de tantos exemplos: em 1988, a morte de três grevistas em Volta Redonda (em novembro) impulsionou a vitória de vários candidatos do PT em prefeituras, inclusive o triunfo de Luiza Erundina em São Paulo. Diferenças cruciais: embora sem a projeção de um político presidenciável, as três vítimas morreram num conflito sindical e a poucos dias do pleito. Agora, o prazo que separa a tragédia de Santos do dia da eleição presidencial é tempo suficiente para diluir o fator comoção. Muita gente dá como favas... Leia mais

Justiça em MT barra candidatura de ex-presidente da Assembleia

Quinta-feira 7, agosto 2014

  Por unanimidade, o Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso (TRE-MT) indeferiu em sessão realizada na manhã desta quinta-feira, 7, a candidatura do deputado José Riva (PSD) ao governo de Mato Grosso pela coligação “Viva mato Grosso”. Com essa decisão, o Tribunal atende a dois pedidos de impugnação contra a candidatura de José Riva. Um deles, da Procuradoria Regional Eleitoral e o outro protocolado pelo candidato da coligação “Coragem para Mudar”, o senador Pedro Taques (PDT). Os dois pedidos foram com base na lei da Ficha Limpa. José Riva responde a cerca de 103 processos judiciais e possui quatro condenações em colegiado do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT) por corrupção. No pedido de impugnação, a Procuradoria Regional Eleitoral destaca que o candidato teve condenações por improbidade administrativa e enriquecimento ilícito.  Uma das condenações foi por desvio de recursos públicos por meio de emissão fraudulenta de... Leia mais

Retrospectiva Governo Lula

Arquivos

Amigos & Amigos