Chefe da Lava Jato que apoiou Aécio quer barrar perfil crítico no Facebook

Sábado 26, março 2016

O delegado da Lava Jato Igor Romário de Paula apoiou Aécio Neves (PSDB) na campanha eleitoral de 2014 e quer que as críticas que recebeu por isso sejam retiradas da internet O delegado federal Igor Romário de Paula, um dos chefes da Operação Lava Jato, está processando o site de busca Google e a plataforma Facebook para que eles revelem os autores e tirem do ar críticas que lhe estão sendo feitas em um blog e em uma página da rede social em virtude de seu posicionamento político nas eleições de 2014, quando apoiou o candidato Aécio Neves (PSDB) e fez críticas jocosas ao PT e sua então candidata presidencial, Dilma Rousseff (PT), na internet. De Paula, porém, perdeu a ação judicial em primeira e segunda instância. Ainda cabe recurso. Tudo começou quando o delegado federal teve seu nome ligado a uma polêmica eleitoral no ano de 2014. É que, conforme então revelou o jornal “O Estado de S.Paulo”,  ele costumava pedir votos ao então candidato... Leia mais

Depois de liberar R$ 10,8 bilhões em ‘pedaladas’, Temer escreve para Dilma

Quinta-feira 10, dezembro 2015

Em termos bem populares: ficou feio a carta do vice-presidente, Michel Temer (PMDB-SP), em que ele resmunga ter se sentido “vice decorativo” no primeiro mandato ao lado da presidenta Dilma Rousseff. A primeira pergunta que se faz é óbvia: se estava insatisfeito então por que se candidatou à reeleição como vice por mais quatro anos?   Mas o que chama mesmo atenção em mais uma lambança da política nacional, é entre novembro de 2014 e julho de 2015, Michel Temer assinou, no exercício da Presidência – enquanto Dilma estava fora do País em viagem oficial,-  sete decretos que abriram crédito suplementar de R$ 10,807 bilhões, mesmo num cenário de crise econômica e queda na arrecadação.A prática é a mesma que a presidenta adotou e que faz a oposição a acusar de “pedaladas fiscais”. Mais que isso, são o principal pretexto para o pedido de impeachment aberto contra a Dilma na Câmara.Os decretos assinados por Temer somente em 2015... Leia mais

Uma Aliança para salvar o Brasil

Sábado 5, dezembro 2015

  Os golpistas ganharam o primeiro round. É o único que poderiam ganhar porque o juiz do torneio esgotou suas prerrogativas. Daqui para frente ele depende cada vez menos do cargo e mais de algumas centenas de deputados para tomar decisões. Ao contrário do que Lula pensava anos atrás, não existem 300 picaretas no Congresso. Existem picaretas, mas muito menos. Agora será bem fácil contá-los. São os vigaristas. Os golpistas. É inevitável, portanto, que a Câmara se divida entre legalistas e golpistas no caso de Dilma. E entre vigaristas e honestos, no caso de Cunha. A esse respeito foi ótima a decisão de Cunha de aceitar a impertinente denúncia do impeachment subscrita por advogados. Teremos agora dois divisores de água depois de quase um ano em que o Congresso Nacional, e em particular a Câmara, fizeram não apenas o PT ou Dilma, mas o povo brasileiro refém de interesses mesquinhos. Se golpistas e vigaristas querem enxovalhar ainda mais a República, uns propondo... Leia mais

Tempos de chantagem

Sábado 5, dezembro 2015

  Em qual país dito democrático o destino do governo e do seu partido fica sujeito àchantagem do presidente da Câmara dos Deputados, disposto a vender caro a sua pele de infrator? Somos espectadores de um enredo assustador, a negar a democracia que acreditamos viver, mas nem todos entendem que o espetáculo é trágico. O PT nega-se a uma capitulação ignominiosa e preserva o que lhe resta de dignidade, logoEduardo Cunha parte para a vingança. Também o gesto do presidente da Câmara é tipicamente brasileiro, ao exprimir a situação de um país que há tempo perdeu o senso e a compostura. Se já a teve, a capacidade de entender a gravidade do momento político, sem contar o aspecto pueril e os complicadores econômicos e sociais. Até ontem, o governo jogou contra si mesmo, ao ensaiar a rendição à chantagem: desenhou-se nas últimas semanas a tendência a instruir os integrantes petistas da Comissão a votarem a favor de Cunha, donde a pergunta inevitável do... Leia mais

Mais de 94% das TVs conectadas no Brasil foram compradas nos últimos dois anos

Terça-feira 1, dezembro 2015

  Estudo realizado em quatro países confirma a disseminação dos aparelhos de Smart TVs e mostra que aplicativos de vídeo on demand são um dos fatores desse “boom” nos últimos dois anos. Cerca de 94% das televisões conectadas, no Brasil, foram compradas nesse período. Já 86% desses proprietários dizem usar aplicativos para assistir séries e filmes, como é caso do Netflix. Encomendada pela LG Eletronics e smartclip, em parceria no Brasil com a Dentsu Aegis Network, a pesquisa foi realizada pela Nielsen. De acordo com o levantamento, 32% de todos os televisores em território brasileiro já são Smart TVs e 91% desses proprietários conectam seus aparelhos à internet. O estudo também mostra que as Smart TVs são responsáveis pelo aumento no consumo de TV em geral: 43% do tempo desses consumidores são dedicados a conteúdo on demand. - Os dados apontam que o telespectador de uma Smart TV assiste mais televisão, desde programas da TV tradicional aberta e a... Leia mais

Cunha articulou benefícios para bancos liquidados

Terça-feira 1, dezembro 2015

  O presidente da Câmara, deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), apresentou diversos projetos legislativos que trariam benefícios tributários para bancos em liquidação e para agilizar a obtenção de créditos decorrentes do Fundo de Compensação de Variações Salariais (FCVS) no mesmo período em que André Esteves, ex-presidente do BTG Pactual, adquiriu o Bamerindus e negociou a compra do Nacional. Com a aquisição do Bamerindus, Esteves obteve créditos tributários estimados em R$ 2 bilhões, após ter pago R$ 418 milhões pela instituição, de acordo com o anúncio oficial do negócio feito em janeiro de 2013. Caso tivesse fechado a compra do Banco Nacional, Esteves teria acesso a R$ 31,8 bilhões em créditos de FCVS e mais um montante significativo de benefícios tributários. As conversas para a aquisição do Nacional duraram até setembro de 2014, quando o negócio não foi concluído. Porém, enquanto a aquisição do Nacional esteve em discussão, Cunha e seus... Leia mais

Serasa: número de novas empresas criadas em 2015 ultrapassa 1,5 milhão

Segunda-feira 30, novembro 2015

  Em setembro de 2015 foram criadas no Brasil 173.405 novas empresas, um aumento de 1,3% em relação ao mês anterior, agosto, quando 171.227 novos empreendimentos surgiram no mercado. O número também foi o segundo maior para um mês de setembro, desde que o Indicador Serasa Experian de Nascimento de Empresas surgiu, em 2010. O recorde para o nono mês do ano é de setembro de 2014, com 174.517 novas empresas. Somando todas as empresas criadas nos nove primeiros meses de 2015, o número é de 1.522.988 contra as 1.457.956 nascidas entre janeiro e setembro de 2014, registrando um aumento de 4,5% no período.  De acordo com os economistas da Serasa Experian, o aumento na criação de novos empreendimentos ocorrido em setembro de 2015, reflete a sazonalidade mais intensa neste período – novos empreendimentos, sobretudo comerciais, sendo criados para poderem estar atuando nas vendas de final de ano. Já o recuo em relação ao mesmo mês do ano passado, a diminuição... Leia mais

Cruzeiros marítimos injetaram R$ 2,14 bi no Brasil durante a temporada 2014/2015

Segunda-feira 30, novembro 2015

  studo de perfil e impactos econômicos de cruzeiros marítimos no Brasil, realizado pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) a pedido da Cruise Lines Internacional Association/Associação Brasileira de Cruzeiros Marítimos (Clia/Abremar Brasil) revelou que, durante a temporada 2014/2015 – com início em novembro de 2014 e término em maio deste ano, os impactos totais – tanto os gastos diretos e indiretos das companhias marítimas, quanto os gastos de cruzeiristas e tripulantes – atingiram a marca de R$ 2,14 bilhões. Desse montante, R$ 1,133 bilhão foram gastos em despesas das armadoras com taxas portuárias e impostos, combustíveis, fornecimento de alimentos e bebidas, reposição de água e descarte de lixo, pagamento de salários, comissionamento de agências, e custos com marketing, excursões e escritórios. O levantamento ainda mostrou que os mais de 549 mil hóspedes que embarcaram em viagens de navio na temporada deixaram, juntamente com os... Leia mais

Confiança do empresariado baiano apresenta melhora em novembro

Segunda-feira 30, novembro 2015

  A Pesquisa de Confiança do Empresariado Baiano vem identificando pessimismo considerável da classe empresarial do estado nos últimos meses. Em novembro, entretanto, o Indicador de Confiança do Empresariado Baiano (Iceb), calculado pela Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia (SEI), registrou suave redução do nível de pessimismo. Após o menor registro de sua série, observado mês passado, a confiança do empresariado baiano volta a melhorar e fica em -460 pontos, um aumento de 21 pontos em relação ao mês anterior. No entanto, nada permite falar em recuperação da confiança ou inversão da trajetória declinante dos últimos meses. Afinal, os meses de junho a novembro confinam os seis piores registros do Iceb.  A expectativa geral do empresariado baiano em novembro, apesar da melhora das perspectivas, continuou na zona de pessimismo. O abrandamento do nível de confiança observado neste mês, no entanto, não foi disseminado... Leia mais

Vendas em supermercados registram aumento de 8,89% em outubro

Segunda-feira 30, novembro 2015

  As vendas nos supermercados cresceram 8,89% em outubro na comparação com o mês anterior, de acordo com informação divulgada hoje pela Associação Brasileira de Supermercados. Segundo os dados, nesse percentual já está considerado o desconto da inflação do período, medida pelo Índice Nacional ao Consumidor Amplo (IPCA), do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). No acumulado desde janeiro deste ano, há um recuo de 1,02%, também com valor já deflacionado. Se comparado a igual mês do ano passado, as vendas caíram 1,56%. Por meio de nota, o presidente da Abras, João Sanzovo Neto, informou que o resultado já era esperado, em razão da perda do poder de consumo da população. Neto disse acreditar que a demanda estará mais aquecida nesses dois últimos meses do ano por conta das promoções e do movimento do Natal. “Esperamos vendas positivas neste fim de ano (a Black Friday foi bem trabalhada pelo setor), especialmente no período de... Leia mais

Justiça da Suíça multa Cunha por criar obstáculos na investigação sobre contas

Segunda-feira 30, novembro 2015

  O presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), foi obrigado a pagar R$ 22,3 mil à Justiça suíça por tentar impedir que os extratos de suas contas fossem enviados ao Brasil. Documentos obtidos pelo jornal O Estado de S. Paulo confirmam que o Tribunal Penal Federal da Suíça constatou que o parlamentar, sua mulher, Cláudia Cordeiro Cruz, e integrantes do seu truste (conta de “confiança”, gerida por terceiros com autorização do deputado) usaram o mesmo advogado e os mesmos argumentos no esforço de impedir que seus dados bancários fossem enviados ao Brasil e que o caso fosse julgado no País. Os três recursos foram rejeitados e Cunha foi obrigado a arcar com todos os gastos do processo, inclusive as horas de trabalho dos juízes e da administração pública na Suíça. “O montante do pagamento é calculado em função de dimensão e dificuldade da causa, a forma das partes de proceder, sua situação financeiras e as taxas de... Leia mais

Reduzidas a um show, as CPIs começam sob os holofotes da mídia e terminam nas gavetas

Segunda-feira 30, novembro 2015

Prestes a ser votado, o relatório final da CPI que investigou o esquema de corrupção no Carf (Conselho Administrativo de Recursos Fiscais) pediu o indiciamento de 28 pessoas. Apesar disso, não traz grandes novidades em relação a tudo o que foi apurado pela Operação Zelotes, da Polícia Federal. Insatisfeito, o presidente da CPI, senador Ataídes Oliveira (PSDB-TO), reclamou que as investigações não avançaram devido à falta de colaboração dos depoentes. Parece piada. A ineficácia dessa comissão não é a exceção, e sim a regra. Existem, só no Senado, outras quatro CPIs em andamento. Todas surgiram motivadas por algum escândalo, mas perderam o dinamismo assim que o tema investigado desapareceu do noticiário. Trata-se de um padrão. O Senado agora pretende instalar outra comissão, desta vez para investigar o rompimento das barragens em Mariana (MG). Os deputados, por sua vez, mostraram-se mais ágeis: convocaram o presidente da mineradora Samarco, empresa... Leia mais

A Folha errou

Domingo 29, novembro 2015

No primeiro dia deste mês, a manchete desta Folha foi a reportagem “BNDES suavizou exigências para socorrer amigo de Lula”, na qual o jornal afirma que o banco contornou norma interna que impediria conceder empréstimos para empresa cuja falência tenha sido requerida. A matéria insinua que o objetivo seria dar tratamento privilegiado à empresa São Fernando Energia e a seu acionista José Carlos Bumlai por conta de uma suposta relação com o ex-presidente Lula. Não houve nenhuma flexibilização de normas internas do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social). A operação referida pela Folha foi feita na modalidade indireta, em que o BNDES atua em parceria com bancos credenciados. Nesse caso, a análise do crédito e o risco de inadimplemento (pagar os valores devidos caso o mutuário não o faça) são assumidos pelos agentes repassadores, que foram BTG e Banco do Brasil. Em particular, cabem aos agentes atestar que fizeram a análise... Leia mais

A hora do Plano B

Quarta-feira 25, novembro 2015

  A Constituição brasileira estabelece em seu artigo primeiro, parágrafo único: “Todo o poder emana do povo, que o exerce por meio de representantes eleitos ou diretamente…”. Como a primeira hipótese mostrou-se imprestável, resta-nos apenas a segunda, ou seja, todo poder emana do povo, que o exerce diretamente. A lama chegou ao mar ou a crise no fundo do poço. Os poderes Executivo, Legislativo e Judiciário, em nível federal, estadual e municipal, não têm mais condições de exercerem as funções para as quais foram criados. O Executivo prioriza o pagamento de agiotas nacionais e internacionais em detrimento do cumprimento da Constituição. Mais de R$ 1 trilhão, apenas em 2015, direcionados para a fictícia dívida pública. Outras dezenas de bilhões de reais destinados ao famigerado “ajuste fiscal”, a garantia de pagamento dos juros para esses mesmos agiotas. Não representa a vontade e as necessidades do povo. O Judiciário, que deveria ser uma... Leia mais

Mídia esconde as verdadeiras ‘relações perigosas’ de Bumlai, sócio de GalvãoBueno e Saad da Band

Quarta-feira 25, novembro 2015

  As manchetes da imprensa tradicional usaram e abusaram da expressão “amigo de Lula” para se referir ao empresário preso, numa tentativa de mais uma vez associar o ex-presidente a denúncias de corrupção. Se depender da leitura das manchetes o pecuarista está preso por ser “amigo de Lula”, tamanha a ênfase dada. Apesar disso Mas convenhamos, se “ser amigo” já é criminalizado pela imprensa tradicional, como deveriam tratar “ser sócio”? Pois o narrador esportivo da TV Globo Galvão Bueno foi sócio de Bumlai na rede de fast food Burger King no Brasil, numa composição empresarial que tinha ainda o ex-prefeito de Santos e atual deputado federal Beto Mansur (ex-PSDB, ex-PP e atualmente no PRB) e do piloto de Fórmula Indy Hélio Castro Neves. Continue lendo... Leia mais

Conta no mundo pode ir a US$ 14 bilhões

Terça-feira 10, novembro 2015

A associação de consumidores da Alemanha quer que o grupo Volkswagen ofereça vales de compensação em serviços aos clientes afetados pelo escândalo das emissões de gases poluentes. A empresa admitiu a manipulação de 11 milhões de motores a diesel em todo o mundo com um programa invasor, desencadeando investigações tanto regulamentares como criminais em uma série de países, incluindo a Alemanha, os EUA e o Brasil. “O grupo deve assumir as suas responsabilidades”, disse nesta segunda-feira o presidente da Federação das Associações de Proteção aos Consumidores, Klaus Mueller, em entrevista ao jornal Rheinische Post. “Um voucher é o mínimo que a empresa pode dar para compensar os consumidores afetados”, acrescentou. A exigência de Klaus Mueller surge depois de uma notícia nos EUA de que a Volkswagen planeja oferecer cartões pré-pagos no valor de até US$ 1.250 para os clientes norte-americanos afetados, como parte de um “pacote de boa vontade”.... Leia mais

Ibope: Lula ainda lidera para 2018.Rejeição a Aécio, Marina, Alckmin e Serra também explode

Segunda-feira 26, outubro 2015

  Pesquisa Ibope divulgada nesta segunda-feira pelo jornal Estado de S. Paulo mostra que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva ainda é o nome mais forte para a disputa presidencial de 2018.   Uma das conclusões da pesquisa, que considera alguns possíveis candidatos para a próxima disputa, é a de que ninguém sai vencedor. Outra é a de que a taxa de eleitores que dizem que votariam com certeza em Lula ainda é maior do que a de todos os seus rivais: 23%. Em maio de 2014, esse índice era de 33%… Continue lendo... Leia mais

Ditadura: Governo Alckmin reduz autonomia de conselho de transparência

Sábado 24, outubro 2015

O governo Geraldo Alckmin (PSDB) decretou mudanças que enfraqueceram o poder da sociedade no conselho estadual de transparência. Criado em 2011, o objetivo do órgão é emitir recomendações e discutir sobre a forma como a administração estadual disponibiliza as informações públicas de secretarias e empresas estatais. Uma das alterações que diminuíram a força da sociedade no Conselho de Transparência da Administração Pública foi um decreto de março deste ano elevando os membros do governo no órgão para oito –enquanto representantes de entidades seguem com seis membros, o que pode desequilibrar as votações. Outra mudança que turbina o poder do governo dentro do conselho se refere à cadeira da presidência, que, pelo regimento do órgão, tem o voto de desempate e organiza a pauta das reuniões. A regra anterior definia que o titular fosse preferencialmente da sociedade civil. Agora, o presidente será integrante da Secretaria de Governo, chefiada pelo homem... Leia mais

Dinheiro de propina no exterior pagou curso da enteada de Cunha

Sábado 24, outubro 2015

   Uma das contas secretas atribuídas ao presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), foi usada para bancar despesas de uma enteada do peemedebista, Ghabriela Amorim, filha da jornalista Cláudia Cruz, atual mulher do deputado. A informação consta de extratos bancários remetidos pela Suíça ao Brasil e que embasam novo inquérito contra o deputado, em curso no Supremo Tribunal Federal. Conforme os demonstrativos, US$ 52,4 mil foram transferidos da conta Kopec – aberta no Banco Julius Baer e que teria Cláudia Cruz como beneficiária final – para uma conta atribuída a Ghabriela no banco inglês Lloyds TSB. Os repasses foram feitos entre 29 de agosto de 2008 e 7 de abril de 2009, mesmo período em que ela estudou na Malvern School, escola de inglês no interior da Inglaterra. Numa rede social, a própria Ghabriela informa ter feito curso na instituição no período dos depósitos. Da conta de Cláudia também saíram US$ 8,4 mil para a Malvern, em 14 de maio... Leia mais

Relator das contas do governo é réu no STF por crime financeiro: estelionato

Quinta-feira 22, outubro 2015

Escolhido para ser o relator do parecer do Tribunal de Contas da União que condenou as ‘pedaladas fiscais’ e rejeitou as contas do governo Dilma Rousseff do ano de 2014, o senador Acir Gurgacz, de Rondônia, é réu em processo que corre no Supremo Tribunal Federal. Responde por estelionato, artigo 171 do Código Penal, além de crimes contra o sistema financeiro nacional. Investigado pela Polícia Federal e denunciado pela Procuradoria-Geral da República, Gurgacz foi convertido em réu no dia 10 de fevereiro de 2015. O relator da ação penal é o ministro Teori Zavascki, o mesmo que cuida dos processos da Lava Jato. A denúncia contra o senador foi aceita por unanimidade na 2ª turma do STF. Além de Zavascki, votaram os ministros Gilmar Mendes e Cármen Lúcia. Gurgacz era sócio e diretor de uma empresa de ônibus chamada Eucatur. Operava em Manaus (AM) e Ji-Paraná (RO). Foi acusado de ludibriar uma casa bancária estatal, o Banco da Amazônia, para obter empréstimo de R$... Leia mais

Retrospectiva Governo Lula

Arquivos

Amigos & Amigos