Youssef e Costa confirmam repasse de propina a Aécio e Sérgio Guerra

Terça-feira 25, agosto 2015

  Delatores disseram que ex-presidente do PSDB, morto em 2014, recebeu R$ 10 milhões para “abafar” CPI e que atual comandante da sigla recebeu dinheiro desviado de Furnas Durante a acareação na CPI da Petrobras, na tarde desta terça-feira (25), o doleiro Alberto Youssef e o ex-diretor de Abastecimento da Petrobras Paulo Roberto Costa confirmaram que políticos do PSDB receberam recursos desviados da Petrobras e de Furnas. Entre os beneficiados citados pelos delatores, estariam o ex-presidente nacional partido Sérgio Guerra e o senador e atual presidente da sigla, Aécio Neves (PSDB-MG). Youssef confirmou o valor de R$ 10 milhões pagos pela empreiteira Camargo Correia ao então presidente do PSDB, Sérgio Guerra – morto em março de 2014. Costa acrescentou que foi procurado por Sérgio Guerra e pelo deputado Eduardo da Fonte (PP-PE) para tratar do pagamento, que seria destinado a “abafar” a CPI. Em depoimento à CPI, Costa disse que o deputado... Leia mais

Na CPI, Pansera pressiona Youssef e doleiro o aponta como autor de intimidações

Terça-feira 25, agosto 2015

- Pressionado pelo deputado Celso Pansera (PMDB-RJ), o doleiro Alberto Youssef apontou nesta terça-feira, 25, em acareação com o ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa, o próprio peemedebista como autor das intimidações que ele e sua família vêm sofrendo nos últimos meses. Youssef disse que recorreu ao habeas corpus do Supremo Tribunal Federal (STF) para ficar em silêncio porque se sentiu intimidado. O questionamento inicial veio do deputado JHS (SD-AL), que primeiro perguntou se o intimidador estava presente. O delator da Operação Lava Jato confirmou que sim, que conseguia “enxergá-lo”. “Já ficou bem claro que esse parlamentar não está aqui para investigar assunto da Petrobras. Ele está aqui para fazer insinuações e intimidações a respeito da minha intimidade, da minha família. Vim aqui para esclarecer assuntos referentes as operações feitas pela Petrobras”, respondeu. “Até por isso eu pedi ao Supremo o silêncio. Estou... Leia mais

Patrimônio declarado de Eduardo Cunha é de apenas R$ 1,6 milhão

Domingo 23, agosto 2015

  Apesar de seu patrimônio ter aumentado em 214% entre 2002 e 2014, Eduardo Cunha declarou à Justiça Eleitoral ter bens que correspondem a menos de 0,6% dos R$ 277 milhões. Ou seja, valor que Cunha terá de restituir à Justiça, caso seja condenado, representa mais 173 vezes o seu patrimônio. Denunciado por corrupção e lavagem de dinheiro, o parlamentar nega as acusações de envolvimento no esquema de corrupção da Petrobras e diz ter sido “escolhido” como alvo da Operação Lava Jato. As investigações indicam que Cunha recebeu R$ 17,3 milhões em propina entre 2006 e 2007, após o fechamento de contratos entre a Petrobras e a Samsung Heavy Industries, empresa coreana. O valor da propina apontado pela Justiça é quase 11 vezes mais do que total de bens declarado pelo deputado à Justiça Eleitoral. Os dados disponíveis no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) indicam que a maior parte do patrimônio vem das ações da empresa C3 Participações Artísticas e... Leia mais

Juiz com salário de marajá: Moro ganha R$ 77 mil, acima do teto

Domingo 23, agosto 2015

 Idolatrado pelos brasileiros que exigem o fim da corrupção no país, o juiz Sérgio Moro, responsável pela Operação Lava Jato, é um dos muitos magistrados beneficiados por uma prática legal, mas questionável do ponto de vista moral: a dos supersalários pagos aos servidores da Justiça no Brasil. Graças a uma generosa cesta de auxílios e adicionais eventuais, Moro tem recebido no contracheque muito acima do teto, que é limitado ao salário do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), hoje em R$ 33,7 mil. O artifício muito utilizado pelos tribunais fez com que o salário do magistrado chegasse a R$ 77.423,66, no mês de abril. Desse total, R$ 43.299,38 foram referentes a pagamentos de férias, 13º salário, atrasados e outros. No valor bruto, estavam incluídos ainda R$ 5.176,73 de auxílios para ajudar nas despesas com alimentação, transporte, moradia e saúde. O levantamento, feito pelo DIA no portal do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (PR, SC e RS), mostra... Leia mais

Reunião no Clube Militar frustra quem foi a Copacabana pedir volta da ditadura

Domingo 23, agosto 2015

  Aguardando o elevador no quinto andar do Clube Militar, no Centro, três mulheres lamentavam o resultado da reunião encerrada minutos antes e criticavam a “falta de ousadia” dos militares para combater o comunismo. O diálogo não é de 50 anos atrás: Tereza Alves, que se diz baronesa, e as irmãs Regina Helena e Leila Mello passaram a tarde de quinta-feira em debate com a presença do alto oficialato da reserva do Exército. Saíram indignadas, pois ansiavam por uma palavra de incentivo ao desejo de uma intervenção militar para tirar a presidenta Dilma Rousseff do poder. Mas ouviram de generais que cabe às Forças Armadas apenas defender a Constituição. O trio de senhoras sintetiza um grupo que foi às ruas nas manifestações de domingo passado e, apesar de minoritário, chamou atenção pela violência dos cartazes. Os intervencionistas — aqueles que defendem o retorno das Forças Armadas ao poder para tirar Dilma do governo — chegaram a dizer que a presidenta... Leia mais

A blindagem de Eduardo Cunha

Domingo 23, agosto 2015

  A blindagem de Eduardo Cunha Os interesses que protegem Eduardo Cunha têm pouco a ver com ele, o que buscam é conter a Lava Jato Fernando Henrique Cardoso disse o seguinte: “Se a própria presidente não for capaz do gesto de grandeza (renúncia ou a voz franca de que errou e sabe apontar os caminhos da recuperação nacional), assistiremos à desarticulação crescente do governo e do Congresso, a golpes de Lava Jato.” Poderia ter dito a mesma coisa a respeito de Eduardo Cunha, presidente da Câmara dos Deputados, denunciado pelo procurador-geral da República junto ao Supremo Tribunal Federal. Não disse. Nem FHC, nem qualquer outro grão-tucano. Até agora, Dilma é acusada no Tribunal de Contas da União de ter pedalado as contas públicas. O TCU não é um tribunal, mas um conselho assessor da Câmara. Ademais, a acusação ainda não foi formalizada. Eduardo Cunha foi acusado pelo Ministério Público de ter entrado numa propina de US$ 5 milhões. O PSDB... Leia mais

Provas no hospício

Domingo 23, agosto 2015

  É difícil prever a conduta do presidente da Câmara no futuro imediato, mas pode-se sondar hipóteses É até engraçada, sem que deixe de ser o oposto disso, a expectativa generalizada sobre o que um acusado da extorsão de US$ 5 milhões causará ao país: vai abalá-lo ainda mais com suas pautas-bombas, ou enfim vai reprimir sua natureza? Incluirá na pauta da Câmara um pedido de impeachment, ou vai investir contra o procurador-geral da República? Se um país chega a esse ponto, com o ambiente político e econômico em dependência tão patética, está muito enfermo. Fosse gente, seria recolhido ao hospício. Como não é gente, faz suspeitar de que seja o próprio hospício. Logo, falemos de Eduardo Cunha. Para começar, duvidando de que alguém possa prever com razoável segurança a conduta do presidente da Câmara no futuro imediato. Apesar disso, pode-se sondar, em linhas gerais, hipóteses que tenha à sua frente. A primeira: agravar a linha provocativa que... Leia mais

Requerimentos de ex-deputada repetiam até vocabulário de Cunha

Sábado 22, agosto 2015

   A Procuradoria-Geral da República (PGR) sustenta que os requerimentos da ex-deputada Solange Almeida (PMDB-RJ), atual prefeita de Rio Bonito, repetiam até o vocabulário usualmente empregado pelo presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), em documentos oficiais. A análise consta da denúncia recém-apresentada ao Supremo Tribunal Federal (STF), que imputa aos dois participação em crimes de corrupção e lavagem de dinheiro. Solange apresentou dois requerimentos à Comissão de Fiscalização e Controle da Câmara, em julho de 2011, solicitando ao Tribunal de Contas da União (TCU) e ao Ministério de Minas e Energia informações e documentos sobre contratos do Grupo Mitsui com a Petrobras e suas subsidiárias. Conforme a acusação, o objetivo dos pedidos era pressionar o grupo a pagar propina a Cunha. O peemedebista teria usado a aliada como autora, com o intuito de “dissimular” sua participação nos fatos. De acordo com a PGR, Cunha usou em vários... Leia mais

Malafaia é alvo de críticas no Twitter após recuar de apoio a Cunha

Sábado 22, agosto 2015

  O pastor Silas Malafaia tem sido alvo de críticas de internautas por causa de um post republicado em sua conta no Twitter nesta quinta-feira, 20, poucas horas depois da denúncia oferecida pelo Ministério Público Federal contra o presidente da Câmara Eduardo Cunha (PMDB-RJ). Malafaia, que vinha publicando comentários favoráveis a Cunha desde antes de sua eleição para presidente da Câmara, afirma agora que “nunca” apoiou o peemedebista. “Para que ninguém tenha dúvida. Nunca apoiei Cunha para deputado, o deputado que apoio no Rio de Janeiro é Sóstenes Cavalcante. Não suporto ver esse jogo político sujo”, escreveu o pastor. O post foi originalmente publicado no dia 19, quando surgiram as primeiras informações sobre a iminente denúncia contra Cunha, e republicado nesta quinta, logo após a confirmação. O pastor foi imediatamente cobrado por usuários do Twitter, que, em resposta, publicaram comentários já feitos pelo pastor em favor de... Leia mais

Justiça nega pedido de explicações de Instituto Lula a Gentili

Sábado 22, agosto 2015

   O juiz Carlos Eduardo Lora Franco, da 3ª Vara Criminal de São Paulo, rejeitou liminarmente a interpelação judicial do Instituto Lula pedindo explicações ao apresentador de TV Danilo Gentili por ter insinuado em seu perfil no Twitter que o ataque a bomba à sede do instituto no fim de julho teria sido “forjado”. Para o magistrado, a frase do apresentador, se fosse enquadrada como criminosa, poderia ser considerada calúnia e não difamação, como apontou o Instituto no pedido de explicações. Ainda assim, não caberia à entidade do ex-presidente, por ser uma pessoa jurídica, acionar a Justiça por este fato. “A frase publicada, se crime contra a honra caracterizasse, ao imputar um fato específico, e criminoso, implicaria no crime de calúnia. Mas uma pessoa jurídica, como é o interpelante (Instituto Lula), não pode praticar crimes e, portanto, não pode ser vítima do crime de calúnia”, afirma o juiz na decisão. Além disso, o juiz... Leia mais

Evangélicos adotam cautela após denúncia contra Cunha

Sábado 22, agosto 2015

  - Distância e cautela. Essas foram as principais reações das lideranças evangélicas ligadas ao presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), no dia seguinte à denúncia feita pela Procuradoria-Geral da República contra o parlamentar. Ontem, na igreja frequentada por Cunha e uma de suas bases no Rio, a Assembleia de Deus de Madureira, o Estado só encontrou três funcionários. Eles disseram que o presidente da congregação, Abner Ferreira, estava viajando. Ele é irmão de Samuel Ferreira, líder principal da igreja paulista acusada de receber dinheiro no esquema do qual Cunha faria parte. O advogado da unidade carioca, pastor Orivaldo Prattis, admitiu que os indícios contra o deputado são fortes. Mas ressalvou que ainda não há sentença. “Ele ainda não foi condenado em nada. Por enquanto, há indícios e são fortes. Lógico que os indícios não deixam de ser preocupantes, mas enquanto não há sentença condenatória contra ele parte-se do princípio de... Leia mais

Maluf é condenado em R$ 128,7 mi por promoção pessoal na prefeitura

Sexta-feira 21, agosto 2015

Maluf foi condenado por improbidade administrativa ao usar o mesmo desenho, um trevo de quatro folhas formado por quatro corações, tanto como símbolo da campanha como de sua administração A Justiça condenou o deputado federal Paulo Maluf (PP-SP) a pagar R$ 128,7 milhões à Prefeitura de São Paulo por ter usado, durante sua gestão como prefeito da cidade (1993-1996), um símbolo de sua campanha eleitoral como marca oficial da administração. A decisão foi tomada pelo Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo no dia 10 e manteve o valor determinado pelo juiz Fausto José Martins Seabra, da 3ª Vara de Fazenda Pública. De acordo com nota da prefeitura, Maluf foi condenado por improbidade administrativa ao usar o mesmo desenho, um trevo de quatro folhas formado por quatro corações, tanto como símbolo da campanha como de sua administração. “Todos os recursos do ex-prefeito para tentar reverter a condenação já foram negados. A discussão era sobre os critérios... Leia mais

Antena pegou 11 ligações de lobista do PMDB no dia da reunião com Eduardo Cunha

Sexta-feira 21, agosto 2015

   A principal evidência de que o delator Júlio Camargo disse a verdade sobre a reunião que afirma ter tido com o deputado Eduardo Cunha, em 2011 – quando o presidente da Câmara teria exigido a propina de US$ 5 milhões – é o rastreamento das ligações do celular do lobista do PMDB na Petrobras Fernando Falcão Soares, o Fernando Baiano. Os investigadores descobriram que Baiano, braço direito de Cunha, também participou do encontro, no dia 18 de setembro daquele ano, um domingo, segundo Relatório de Análise 89/2015 da Procuradoria-Geral da República. O presidente da Câmara foi denunciado por corrupção e lavagem de dinheiro pelo Ministério Público Federal na quinta-feira, 20. Como o deputado nega ter se encontrado com o delator e exigido a propina, a Procuradoria fez um impressionante trabalho de investigação, poucas vezes visto em casos de corrupção. Reconstituiu os passos dos personagens desse capítulo da Lava Jato – Baiano, Cunha e Júlio... Leia mais

Em nome de Jesus.com

Sexta-feira 21, agosto 2015

 A denúncia contra o deputado Eduardo Cunha, acusado de corrupção e lavagem de dinheiro, foi manchete de todos os portais brasileiros nesta quinta. Ou melhor, de quase todos. No portal evangélico “Fé em Jesus”, a principal notícia era outra: “Eduardo Cunha fala sobre análise de contas de ex-presidentes”. O site está registrado em nome da empresa Jesus.com e oferece serviços como o “Jesus Tube”, o “Jesus DJ” e o “Jesus Mail”. A firma pertence ao presidente da Câmara e à sua mulher, a jornalista Cláudia Cruz. O “Fé em Jesus” é um dos oito endereços da Jesus.com na rede. Como pessoa física, Cunha detém nada menos que 284 domínios. O latifúndio virtual integra um plano imodesto, anunciado pelo deputado, de “criar um mundo evangélico na internet”. Os endereços comprados pelo peemedebista deixam claro o seu interesse em lucrar com a fé alheia. Entre os domínios, estão... Leia mais

TCE culpa governo do Estado por crise hídrica em SP

Terça-feira 11, agosto 2015

  Para o Tribunal, “outras medidas poderiam ter sido tomadas anteriormente para que a crise não chegasse ao ponto em que se encontra atualmente” Relatório do Tribunal de Contas do Estado (TCE) de São Paulo afirma que a crise hídrica “é resultado da falta de planejamento das ações da Secretaria de Saneamento e Recursos Hídricos” e que os alertas foram dados desde 2004. A pasta nega. De lá para cá, o Estado foi governado pelos tucanos Geraldo Alckmin, José Serra, Alberto Goldman e por Claudio Lembo (então no DEM, atualmente no PSD). Segundo o relatório, elaborado pela diretoria que analisou as contas de Alckmin em 2014, aprovadas com ressalvas pelo TCE, “outras medidas poderiam ter sido tomadas anteriormente para que a crise não chegasse ao ponto em que se encontra atualmente, ou pelo menos para que seus efeitos fossem minimizados”. O TCE cita como exemplos a despoluição dos rios Tietê e Pinheiros, a recuperação da... Leia mais

A madame, sogra do Kaka e a imprensa…

Domingo 9, agosto 2015

Senhora militante Executiva que organiza protestos midiáticos já fez faxina na Petrobras, pintou a rua da embaixada da Venezuela, levou pedido de impeachment a Eduardo Cunha –mas diz que às vezes tem vontade de gritar: ‘Fica, Dilma’ Da colunista Monica Bergamo Rosangela Lyra colocou uma bandeira do Brasil de ponta-cabeça na ampla varanda de seu apartamento, no Itaim Bibi, em São Paulo. “E só vou virar quando o PT sair e o Brasil for resgatado.” Há algumas semanas, em uma passeata, ela clamava pela renúncia da presidente Dilma Rousseff. Nos momentos de maior entusiasmo, chegou a gritar num megafone: “1, 2, 3, Dilma no xadrez”. Mas os fatos no Brasil estão se desenvolvendo numa velocidade tão frenética que, alguns dias depois, Rosangela clamava no WhatsApp: “Eu tenho vontade de gritar: FICA DILMA!”. Isso ocorre, diz, quando “vejo grande parte do PT querer a saída dela”. Rosangela está no meio do turbilhão... Leia mais

Com roubo e tudo…

Domingo 9, agosto 2015

 ”Com roubo e tudo, vamos chegar lá.” A frase foi tuitada por Eduardo Cunha em 2012, quando o time para o qual ele torce venceu um clássico com um pênalti duvidoso. Nos últimos dias, internautas passaram a associá-la à atuação do deputado em outras partidas. Cunha é investigado na Lava Jato. Foi acusado de embolsar US$ 5 milhões de propina e de intimidar testemunhas do processo em Curitiba. Em vez de se defender, reforçou a tática de jogar no ataque. Na primeira semana após o recesso parlamentar, ampliou o desgaste do governo e começou a abrir caminho para o impeachment de Dilma Rousseff. Driblador habilidoso, o peemedebista atua em duas frentes simultâneas. Na primeira, turbina a chamada pauta-bomba, com projetos populistas que aumentam o gasto público. É um gol feito. Os deputados aprovam tudo de forma irresponsável, em busca de aplausos das galerias, e empurram a conta para o Planalto, imobilizado pela falta de dinheiro. Em outra frente, Cunha tirou... Leia mais

Os vencedores e seus aliados

Domingo 9, agosto 2015

  Cunha e Renan subjugaram parte dos rivais e inutilizaram o resto. São dois vencedores, apesar de si mesmos Eduardo Cunha e Renan Calheiros venceram. E venceram andando no fio da navalha. Ambos merecem o reconhecimento de que se impuseram às adversidades e aos adversários. Se amanhã caírem, não será uma negação de sua vitória atual. Nem será surpresa para eles. Eduardo Cunha entrou a semana sobrecarregado de perdas na sua tropa de deputados e danos pessoais. Atingido pela acusação na Lava Jato de extorquir US$ 5 milhões, consumiu as férias parlamentares ilegais esforçando-se para aparentar inteireza, mas o abatimento e certo desespero não se escondiam. Em 24 horas, seus comandados estavam todos, outra vez, de braços com ele. As vestais do PSDB na Câmara perderam os escrúpulos e se entregaram a Cunha. Que se viu de braço dado ainda com PDT e PTB, até então “governistas”. Condições ótimas, portanto, para acionar a pauta-bomba, como foi... Leia mais

Ediatorial da Folha: Desconcerto

Sexta-feira 7, agosto 2015

  Bastou um dia de sessão na Câmara dos Deputados para ficar evidente que o recesso parlamentar não arrefeceu o confronto entre Legislativo e Executivo. Pior, o conflito parece enveredar pela via arriscada do descontrole político e da chantagem desabrida. Nem mesmo as decisões concertadas entre líderes partidários se mostram capazes de pôr a Câmara nos trilhos do interesse nacional. Após intensas conversas, decidiu-se retirar da agenda o item da chamada pauta-bomba que equipararia vencimentos na Advocacia-Geral da União e na Polícia Federal aos vigentes no Judiciário. A trégua duraria três semanas, mas, em questão de horas, o plenário derrubou o acordo dos líderes. Há duas hipóteses para explicar a confusa reviravolta; nenhuma é animadora. A primeira: falta de controle dos próceres sobre as suas bancadas. A segunda: que outra liderança –mais forte, mais influente e mais avessa aos trâmites democráticos– esteja em ação. Todas as evidências apontam... Leia mais

FHC tem uma empresa de fachada?E a agropecuária dentro da cidade?

Terça-feira 4, agosto 2015

  FHC tem agropecuária dentro de Osasco, cidade com área rural zero No Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica, na Receita Federal, a empresa tem como atividade principal o cultivo de cana-de-açúcar. As atividades secundárias são a criação de bovinos para corte e cultivo de outras plantas de lavoura. O curioso é que a empresa está sediada na cidade de  Osasco, na Grande São Paulo, ou seja, não é uma área rural. E o mais curioso ainda é que, quando se faz uma busca no Google Maps, a imagem que  identifica o endereço  é uma residência  simples. Seria uma empresa de fachada?Nenhum dos quatro sócios mora em Osasco. O ex-presidente reside em São Paulo, uma filha reside em Brasília, outra no Rio de Janeiro, assim como seu filho.Antes de ser político, FHC nunca foi ruralista. Formou-se em Sociologia e sempre trabalhou como professor, até ingressar na  política. Continue lendo... Leia mais

Retrospectiva Governo Lula

Arquivos

Amigos & Amigos