Moro é tratado como celebridade por grupo anti-PT

Sexta-feira 15, maio 2015

  O juiz Sergio Moro, responsável pela Operação Lava-Jato, foi recebido ontem como uma celebridade ao participar do lançamento de um livro em São Paulo. Ao chegar ao evento, na Livraria Cultura, Moro foi ovacionado por um grupo de pessoas que, além de homenagear o juiz, pedia o impeachment da presidente Dilma Rousseff e criticava o PT. Gritos de “justiça neles”, “fora PT” e “estamos juntos” foram acompanhados pelo Hino Nacional cantado de forma improvisada e tomaram conta de parte da livraria onde foi lançado “Bem-vindo ao inferno”. A publicação, do jornalista Claudio Tognolli, fala sobre a história da advogada Vana Lopes, que caçou o médico estuprador Roger Abdelmassih. A esposa de Moro, Rosângela, escreveu o prefácio do livro e acompanhou o juiz ontem. Algumas das mais de 50 pessoas que foram prestigiar Moro estavam com camisa verde e amarela. Outras levaram rosas brancas ao juiz. Em um corredor da livraria havia... Leia mais

Jornal Nacional atua como assessor de imprensa de Eduardo Cunha

Domingo 10, maio 2015

  Presidente da Câmara é acusado de arquitetar requerimentos de informações sobre empresa contratada pela Petrobras que teriam sido feitos como forma forçar pagamento de propinas; jornal ‘esconde’ a notícia Um dos fatos jornalísticos importantes na quarta-feira (6) foi o cumprimento de um mandado de busca e apreensão no gabinete do presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ). A diligência foi pedida pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, e autorizada pelo ministro do STF Teori Zavascki, dentro do inquérito que investiga o suposto envolvimento de Cunha na Operação Lava Jato. Leia mais no site da Rede Brasil Atual, aqui... Leia mais

Beto o covarde que manda atacar professor

Sexta-feira 1, maio 2015

  Governador tucano se reelegeu após devastar as finanças do Paraná e agora recorre a truculência policial contra revolta de servidores As imagens de Curitiba na quarta-feira (29) e as quase duas centenas de feridos não deixam dúvida: houve violência policial além de qualquer proporção. O governador Beto Richa (PSDB), mesmo assim, continua alheio aos excessos de sua Polícia Militar. Sim, houve agentes golpeados. Sim, alguns manifestantes tentaram romper à força o cordão da PM em torno da Assembleia Legislativa. Erraram, mas erra mais o governador tucano quando endossa o revide truculento como “uma reação natural da proteção da vida”. É uma inversão completa dos fatos. Acertar balas de borracha nos professores atenta contra a integridade dos manifestantes muito mais do que protege o policial. O mesmo se pode dizer de lançar gás lacrimogêneo na vizinhança de uma creche e de atiçar cães ferozes contra cinegrafistas. Dito isso, há que registrar... Leia mais

Até o Globo desmascara Eduardo Cunha, o querido da imprensa

Sexta-feira 1, maio 2015

  Depois de negar as cíticas feitas ao PT em jantar do PMDB, na última terça, reveladas pelo GLOBO, o presidente da Câmara, Eduardo Cunha ( PMDBRJ), recuou e pediu desculpas aos petistas após o Globo publicar áudio, obtido junto a um parlamentar que estava no evento, que confirma suas críticas. Primeiro, Cunha postou no seu Twitter: “Na correria de hj esqueci de passar por aqui para desmentir a frase a mim atribuída no jornal O Globo sobre o PT. Não pronunciei o comentário a mim atribuído no jantar da bancada. Apesar das diferenças sempre trato a todos com respeito”. Ao saber da publicação do áudio no site do Globo, voltou atrás. “Não ouvi a gravação mas peço desculpa pelo meu equívoco e não tive intenção de desrespeitar o PT, apesar das divergências”. No jantar da bancada do PMDB, na última terça-feira, Cunha afirmou que o PT é sempre derrotado no plenário e, quando vence algo, é por conta da pena dos peemedebistas. Muito bom... Leia mais

Selvageria tucana

Sexta-feira 1, maio 2015

  Para o governador tucano Beto Richa, o massacre registrado na quarta-feira (29) contra os professores do Paraná foi uma “reação natural da proteção da vida”, e um revide, já que segundo ele, quem agiu com truculência não foi a polícia, mas sim os manifestantes. Ora, se uma polícia, responsável pela segurança do Estado e pela garantia do direito de ir e vir, tem de agir daquela forma para se proteger, só podemos chegar à conclusão de que estamos numa guerra civil. Se a polícia tem que revidar para proteger sua vida, estamos em guerra civil. Se a polícia bateu porque estava com medo de morrer, estamos numa guerra civil. O presidente da Comissão da Verdade do Rio de Janeiro e da Comissão Nacional de Direitos Humanos do Conselho Federal da OAB, Wadih Damous, avalia que a polícia militar do Paraná, por ordem do governador, “espancou de forma selvagem professores em greve na defesa de seus direitos que estão sendo esbulhados por um governo... Leia mais

Dilma acerta ou erra ao se pronunciar apenas pela internet neste Dia do Trabalho?

Quinta-feira 30, abril 2015

  A presidenta Dilma Rousseff não fará pronunciamento em cadeia nacional de rádio e televisão nesta sexta-feira (1º), Dia do Trabalho. A decisão foi tomada na reunião de coordenação política do governo no início da noite de segunda-feira (27).  Será a primeira vez que a presidenta não fará o pronunciamento na TV no Dia do Trabalho, em seu quinto ano de governo. Medida certa para uns, erradas para outros.O ministro da Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República, Edinho Silva, disse.. Leia... Leia mais

Paulinho tenta mostrar força ao STF, que o julga por falsidade e estelionato

Terça-feira 28, abril 2015

  O caso, que estava engavetado pela lentidão da Justiça, remonta a 2006, quando o juiz federal João Eduardo Consolim, da 1ª Vara Federal de Ourinhos (SP), aceitou os argumentos da Procuradoria da República, que denunciou Paulinho e os outros 11 réus de superfaturar em 77% a compra da Fazenda Ceres, em Piraju (região sudoeste do estado), para a implementação de um projeto de reforma agrária. Em 2001, o governo federal investiu R$ 2,8 milhões no assentamento de 72 famílias ligadas à Força da Terra, o braço rural da Força Sindical, central presidida por Paulinho à época. Hoje ele é presidente de honra… Continue lendo aqui Leia mais

Juristas do PSDB pedem paciência a políticos

Domingo 26, abril 2015

   Enquanto a bancada de deputados federais e parte da executiva do PSDB defendem a abertura imediata de um processo formal de impeachment da presidente Dilma Rousseff na Câmara, os juristas chamados pelo partido para fundamentar a tese argumentam que ainda não há clima político para dar este passo. Autor do primeiro parecer enviado ao partido com argumentos jurídicos para o impedimento, o advogado Ives Gandra Martins pondera que o processo de afastamento de um presidente é muito mais político do que teórico. “Do ponto de vista jurídico já existem elementos para pedir o impeachment. Mas, do ponto de vista político, a presidente ainda conta com mais de um terço do Congresso. Portanto, não haveria muita chance. Não é o momento ainda”, diz ele. Para que tenha início, um processo de impeachment precisa do apoio de dois terços da Câmara. Segundo Ives Gandra, o momento ideal para se pedir o impedimento da presidente é quando o País “estiver... Leia mais

Juíza envia ação do mensalão mineiro ao TJ

Sábado 18, abril 2015

   A juíza Melissa Pinheiro Costa Lage, da 9.ª Vara Criminal de Belo Horizonte, declinou da competência e determinou a remessa de uma das ações penais do mensalão mineiro para o Tribunal de Justiça de Minas Gerais. O processo que apura os crimes de peculato (desvio de recursos públicos) e lavagem de dinheiro ocorridos durante a campanha à reeleição do ex-governador Eduardo Azeredo (PSDB), em 1998, tem como réu o economista José Afonso Bicalho, que foi nomeado secretário estadual da Fazenda pelo atual governador Fernando Pimentel (PT). Ao assumir o cargo de secretário em janeiro, Bicalho passou a gozar de foro privilegiado e só pode ser processado criminalmente no tribunal. A ação a que ele responde tem outros sete réus, entre eles Marcos Valério, que cumpre pena de 37 anos de prisão em regime fechado pela condenação no mensalão federal. O Ministério Público Estadual deu parecer favorável à remessa da ação para o tribunal, que poderá decidir sobre... Leia mais

Sem prova, pedir impeachment em protesto é golpismo

Quarta-feira 15, abril 2015

  Os protestos contra o governo se transformaram basicamente num samba de uma nota só. A reivindicação é o impeachment da presidente da República. Entretanto, hoje, esse é um desejo impossível de ser atendido. A presidente não pretende renunciar, como pediram alguns líderes das manifestações. O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, que é quem pode abrir investigação contra Dilma, diz que não há evidências nem provas em relação à presidente. O presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), afirma que impeachment beira ao golpismo. Portanto, estão fechados os caminhos jurídico e político do impeachment. A rigor, pedir impedimento sem prova é golpista. Pesquisa Datafolha feita ontem na avenida Paulista, onde compareceram 100 mil pessoas, segundo o instituto, revela que 77% são a favor do impeachment da presidente. O manifestante diz que foi protestar contra a corrupção, mas as palavras de ordem são “Fora, Dilma”e  “Fora, PT”. São... Leia mais

CNJ aprova criação de cargos que vão custar R$ 267 milhões

Sexta-feira 10, abril 2015

  O plenário do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) aprovou, por unanimidade, parecer favorável a anteprojeto de lei elaborado pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ) que cria novos cargos de juiz nos Tribunais Regionais Federais (TRFs). O texto ainda altera a composição quantitativa e cria cargos de provimento efetivo, em comissão e funções de confiança nos TRFs. No total, a proposta prevê a criação de 82 cargos de juiz, 1.594 cargos efetivos, 283 cargos em comissão e 527 funções comissionadas para os cinco tribunais. A despesa prevista com a criação dos cargos é de R$ 266,91 milhões para o ano de 2015. A necessidade de emissão de parecer do CNJ sobre anteprojetos de lei encaminhados por tribunais para criação de cargos, funções e unidades no Poder Judiciário está prevista na Resolução 184, que dispõe ainda sobre os critérios a serem seguidos na análise dos pedidos. O parecer do CNJ é feito a partir de avaliações técnicas emitidas pelo... Leia mais

Aécio Neves quer mandar até em que o PT dele falar na TV

Sexta-feira 10, abril 2015

   O PSDB entrou na manhã desta sexta-feira, 10, com uma ação no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para suspender duas peças publicitárias veiculadas na última terça-feira, 07, nas inserções nacionais da propaganda do PT. Os tucanos alegam que as duas peças estimulam o ódio, o preconceito e a divisão de classes, além de usar da “mentira” para tentar iludir a população. Em uma das peças, o vídeo cita o fato das prisões realizadas nos governos do PT: “Colocamos mais gente importante na cadeia por corrupção do que nos outros governos. Quem é contra tudo isso acha que pode nos odiar”. Na outra inserção, o PT também cita a inclusão social e o combate à corrupção ao dizer que o partido “ajudou a reescrever a história do Brasil”, mas não menciona o “ódio” à legenda. Para o PSDB, as peças desrespeitam as regras que regem a divulgação das propagandas partidárias. Segundo os tucanos, a exibição das... Leia mais

Troco aos parlamentares que liberaram terceirização terá de vir das urnas

Quinta-feira 9, abril 2015

  Ao aprovar o PL 4.330, partidos deixam corda partir do lado mais fraco, o dos trabalhadores, que terão as próximas eleições para dar o devido troco Você bate o ponto e trabalha pelo menos oito horas por dia em uma empresa. Cumpre ordens e metas do chefe desta empresa. Mas no papel seu patrão oficial é outro de outra empresa, como se fosse “de fachada”, onde você não coloca os pés para trabalhar. Seu patrão oficial é uma espécie de “laranja” do patrão de fato.Isto é o Projeto de Lei (PL) 4.330/2004, que libera geral a…Continue lendo aqui Leia mais

Jungmann posa de exemplo da moralidade, mas recebe por cargo que não exerce

Quinta-feira 2, abril 2015

  Raul Jungmann mantém dois mandatos eletivos, um de deputado federal e outro de vereador do Recife. Há um mês e meio, ele assumiu na Câmara Federal a vaga deixada por Sebastião Oliveira (PR), também de èrnambuco e atual secretário estadual dos Transportes. Porém, em vez de renunciar ao cargo na Câmara Municipal do Recife (CMR), ele apenas se licenciou do mandato de vereador. Em fevereiro, inclusive, Jungmann recebeu o salário integral pela vereança, mesmo tendo deixado a CMR no dia 14 daquele mês. As informações estão no Diário Oficial e no Portal da Transparência da Câmara Municipal. Continue lendo aqui Leia mais

Mídia ignora fraude de R$ 19 bilhões no setor privado

Sábado 28, março 2015

  PF realizou Operação Zelotes na sede do Safra e em empresas dos ramos bancário, siderúrgico, automobilístico e da construção civil no esquema, que por enquanto deu prejuízo de R$ 19 bi à Receita  Porém a sonegação atrai pouca atenção e pouco repúdio da mídia empresarial oligárquica. Basta comparar o tempo e espaço no noticiário dedicado a cada caso, além da própria ênfase dada. A Operação Lava Jato vai fazer aniversário de um ano que não sai do noticiário, tendo ou não notícia nova relevante. Já as contas secretas de brasileiros no banco HSBC suíço tem um tratamento muito mais discreto. E a Operação Zelotes caminha para ter um tratamento mais discreto ainda, apesar do rombo estimado de R$ 19 bilhões… Continue lendo... Leia mais

Cid Gomes disse mais em um minuto do que Aécio poderá em 8 anos

Sábado 21, março 2015

  Ex-ministro escancarou com que tipo de pressão Dilma está sendo obrigada a lidar, com os parlamentares eleitos em 2014. É inegável que o povo percebe o ambiente de acordos entre deputados Numa semana em que a mídia tradicional turbinou a repercussão das manifestações “contra a corrupção” de domingo passado, o fato político realmente relevante aconteceu dentro do plenário da Câmara, quando o agora ex-ministro da Educação, Cid Gomes (Pros), disse em alto e bom som que aquela Casa Legislativa abriga “achacadores” – gente que só pensa em vantagem pessoal e partidária em vez de atuar republicanamente na construção de uma sociedade equilibrada e de um país que tenha como meta e missão a erradicação de toda forma de injustiça.As declarações de Cid Gomes mostram que… Continue lendo... Leia mais

Agripino Maia, Presidente do DEM cobrou propina de R$ 1 mi, diz delator

Segunda-feira 23, fevereiro 2015

  Em delação premiada ao Ministério Público do Rio Grande do Norte divulgada no domingo, 22, pelo programa Fantástico, da TV Globo, o empresário potiguar George Olimpio acusou o senador José Agripino Maia (DEM-RN), presidente nacional do DEM, de cobrar mais de R$ 1 milhão para permitir um esquema de corrupção no serviço de inspeção veicular investigado pela Operação Sinal Fechado do Ministério Público Estadual, em 2011. Segundo Olimpio, além de Agripino, participavam do esquema a ex-governadora do Rio Grande do Norte e atual vice-prefeita de Natal, Vilma de Faria (PSB), seu filho Lauro Maia, o presidente da Assembleia Legislativa, Ezequiel Ferreira (PMDB), e o ex-vice-governador Iberê Ferreira (PSB), morto em setembro do ano passado. Todos negaram envolvimento. De acordo com a delação premiada feita ao Ministério Público, o acerto com Agripino teria acontecido na cobertura do senador, em Natal. “A informação que temos é que você deu R$ 5 milhões... Leia mais

Lava Jato desiste de Venina como testemunha

Quarta-feira 4, fevereiro 2015

O Ministério Público Federal desistiu de novos depoimentos da ex-gerente executiva da Diretoria de Abastecimento da Petrobras, Venina Velosa da Fonseca. Ela estava intimada para depor nos autos da Operação Lava Jato na próxima sexta feira, 6, mas procuradores que integram a força tarefa pediram sua dispensa alegando que ela “pouco esclareceu” em uma primeira audiência realizada nesta terça feira, 3. Venina foi ouvida no Ministério Público Federal no dia 17 de dezembro de 2014 e na Justiça Federal no Paraná, base da Lava Jato, no processo em que são réus executivos da empreiteira Engevix, o ex-diretor de Abastecimento da Petrobrás Paulo Roberto Costa e o doleiro Alberto Youssef. À Justiça, ela declarou que aditivos contratuais geravam uma “escalada de preços” nos contratos da Refinaria Abreu e Lima, em Pernambuco. Ela iria depor novamente na sexta feira, 6, em outra ação penal da Lava Jato. Mas, segundo os procuradores da República Diogo... Leia mais

Após ser enquadrada por Aécio, senadora do PSDB afirma que deixará o partido

Quarta-feira 4, fevereiro 2015

  Dizendo-se “massacrada” por integrantes da própria legenda, a senadora Lúcia Vânia (PSDB-GO) afirmou nesta quarta-feira, 4, que deixará o partido. O desabafo da tucana ocorre um dia depois de o presidente do PSDB, senador Aécio Neves (MG), reunir a bancada do partido no Senado e desautorizar Vânia a disputar uma vaga na Mesa Diretora da Casa. No lugar dela, foi indicado o senador Paulo Bauer (PSDB-SC). A senadora contava com o apoio do presidente reeleito do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), para a vaga da primeira-secretaria, órgão administrativo da Casa. Esse apoio levantou suspeita sobre o voto secreto dado por ela na disputa pela presidência do Senado, realizada no último domingo. Na ocasião, o PSDB fechou questão entorno da candidatura de Luiz Henrique (PMDB-SC), derrotado por Renan. “Eu vou tomar ainda algumas providencias que precisam ser tomadas em relação a consulta no Supremo. O que posso dizer é que não tenho mais motivação para... Leia mais

Site recebe sugestões da sociedade para regulamentar Marco Civil da Internet

Quarta-feira 28, janeiro 2015

  Após ter aprovado, em abril de 2014, o Marco Civil da Internet, o governo federal dá início, a partir de hoje (28), a uma série de consultas à sociedade, visando definir e garantir o funcionamento das regras previstas. As colaborações serão destinadas ao aperfeiçoamento dos textos que tratarão da regulamentação do marco civil e, também, do anteprojeto de lei que definirá como os dados pessoais dos cidadãos serão tratados e protegidos, tanto na internet como em outros ambientes. Sancionado em abril de 2014, o documento trata de direitos, garantias e deveres dos usuários exclusivamente da internet.  Já o anteprojeto de lei sobre a proteção de dados regula como os dados serão tratados não apenas na internet, mas também nos demais ambientes fora da grande rede. Além disso, estabelece um conjunto de ferramentas que serão usados para essa finalidade. “Precisamos dar grande atenção a essa regulamentação do Marco Civil  da Internet porque bons textos... Leia mais

Retrospectiva Governo Lula

Arquivos

Amigos & Amigos