Gabeira não se vê com chances de disputar a prefeitura do Rio

Terça-feira 26, abril 2011

Gabeira não se vê com chances de disputar a prefeitura do Rio

Fernando Gabeira (PV/RJ) foi perguntado se será candidato em 2012 a prefeito do Rio. Ele descarta, com pessimismo. Disse que a oposição no Rio está em extinção, e que seu partido, através do deputado Sirkis (PV/RJ), está flertando com o prefeito Eduardo Paes (PMDB/RJ), que tentará a reeleição. A questão é que ele saiu menor do que entrou na última eleição, ao fazer uma campanha que parecia um “triângulo amoroso”, recebendo o apoio da candidata a presidente Marina Silva (PV), e apoiando o candidato José Serra (PSDB). Nas eleições municipais de 2008, Gabeira chegou ao 2º turno e perdeu para Eduardo Paes (PMDB/RJ) numa eleição apertada: 1,696 milhão X 1,641 milhão de votos. Em 2010, candidatou-se a governador, com apoio de dois candidatos a presidência: José Serra (PSDB) e Marina Silva (PV), e mesmo assim, seus votos minguaram. Mesmo disputando o eleitorado de todo o estado (mais do dobro da capital), ele perdeu no primeiro turno para Sérgio... Leia mais

Tucano histórico de SP briga com Alckmin e sai do PSDB

Terça-feira 26, abril 2011

Tucano histórico de SP briga com Alckmin e sai do PSDB

Walter Feldman, fundador do PSDB e considerado serrista, se desligou do partido atirando contra o governador Geraldo Alckmin (PSDB/SP), aprofundando a crise tucana. Atual secretário municipal de Esporte e Lazer do governo Kassab, disse que acompanha a bancada de 6 vereadores ex-tucanos que saíram do partido após serem atropelados na controle do diretório municipal pelo grupo de Alckmin. As desavenças começaram em 2008, quando Feldman foi contra a candidatura de Alckmin a prefeito, e engajou-se na campanha de Kassab que acabou reeleito. Leia mais

Na fila, PPS aguarda a vez para ser “extirpado da política”

Segunda-feira 25, abril 2011

Apesar de estar passando por um processo de depuração em seus diretórios regionais com número elevado de expulsões, o PPS não admite perder políticos com mandato para o PSD. Três deputados federais do partido compareceram ao ato de formalização da legenda liderada pelo prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, em Brasília, na semana passada. A direção nacional do PPS já protocolou no Supremo Tribunal Federal (STF) uma Ação Direta de Inconstitucionalidade (Adin) questionando dispositivo que flexibiliza a fidelidade partidária para políticos que participem da fundação de nova legenda. O presidente do PPS, deputado federal Roberto Freire (SP), avisa agora que vai requerer o mandato de qualquer parlamentar que tente migrar para o PSD, mesmo antes do STF se manifestar. “Se entrar algum pedido de desfiliação do partido antes do julgamento da nossa ação no STF, vamos entrar no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) requerendo os mandatos”, afirmou... Leia mais

Retrospectiva Governo Lula

Arquivos

Amigos & Amigos